Uma janela sobre o mundo bíblico

Ney Brasil Pereira


Ney Brasil PereiraPe. Ney, membro da Pontificia Comissão Bíblica, é professor de exegese bíblica no ITESC e desde março de 1974, atua como Capelão das Instituições Penais de Florianópolis, a saber: a Penitenciária Estadual, a Cadeia Pública, e o Manicômio Judiciário.

Somado ao grande conhecimento sobre a Bíblia – ele é considerado um exegeta, pelo domínio da interpretação minunciosa –, o domínio das línguas ajudou na conquista da função de destaque que ocupa. O padre é o único brasileiro na Pontifícia Comissão Bíblica, um grupo de 20 especialistas de todo o mundo que se dedica ao estudo da Bíblia. É um dos cinco representantes do continente americano.

Ele foi nomeado para a Comissão em 2001 e pesquisou o tema Bíblia e Moral, proposto pelo então cardeal Josepf Ratzinger (hoje papa Bento XVI).

Para ter condições de ler os textos originais da Bíblia é fundamental o domínio do hebraico e do grego, explica o sacerdote. Entre os exemplares que circulam no Brasil, ele participou da edição da Bíblia de Jerusalém, da Tradução Ecumênica da Bíblia e da Bíblia da CNBB. “As passagens bíblicas têm níveis diferentes de dificuldade. No texto original do Antigo Testamento há trechos que não trazem subsídios suficientes e o tradutor é obrigado a fazer conjecturas”, exemplifica o padre.

Aos 79 anos, ele ainda encontra tempo para lecionar no Instituto Teológico de Santa Catarina e para as funções de capelão no Complexo Penal da Agronômica e a de regente do Coral da Catedral Metropolitana, em Florianópolis.

Nascido em São Francisco do Sul, ele mudou para a Capital aos oito anos. Freqüentou o seminário em Brusque e foi ordenado padre em Roma, onde cursou o mestrado em Teologia. De volta ao Brasil, permaneceu pouco tempo. No início dos anos 60, conseguiu uma bolsa para estudar música nos Estados Unidos. Dez anos mais tarde, fez mestrado em Exegese, em Roma, e em 1973, retornou para Florianópolis.

Enviar um e-mail

0 textos publicados


01/01/1970:
( visitas)