Uma janela sobre o mundo bíblico

Descoberta inscrição em aramaico em Jerusalém



Leia mais sobre Manuscritos bíblicos |


Em Jerusalém, no Monte Sião, foi descoberta um jarra de pedra, normalmente usada para rituais de purificação, com uma inscrição em aramaico. O resuldado é fruto de seis semanas de escavações que estão sendo realizadas dentro do Gan Sobev Homot Yerushalayim national park, perto da Porta de Sião da Cidade Velha de Jerusalém.

A escrita em aramaico tem 10 linhas e é bem clara. Contudo o seu significado ainda não foi decifrado e está sendo estudado por um grupo de espertos. O Prof Shimon Gibson, da Universidade da Carolina do Norte em Charlotte, que é co-diretor da escavação, disse que trata-se de uma escritura particular e desvendar o significado requer investiação. Ele disse que é como decifrar a escrita à mão realizada pelos nossos avós. O resultado provavelmente vai levar alguns meses para aparecer ao público.

A descoberta é importante porque as inscrições do período do segundo templo em Jerusalém são bastante raras

As escavações descobriram também uma seqüência de construção que remonta ao primeiro Templo e vão até o período bizantino e islâmico. Foi descoberta uma habitação com uma piscina usada para rituais de purificação, com um teto abobadado. Além disso também se encontraram três fornos para o pão - datado de 70 depois de Cristo, quando o exército romano de Tito invadiu a cidade. Do período bizantino foi descoberto um pavimento com um mosaico, que provavelmente pode ter ligação com a Igreja da Dormição de Maria, que se encontra próxima ao local.

Os arqueólogos acreditam que esta zona, o Monte Sião, foi o quarteirão da classe sacerdotal durante o período do segundo templo, do tempo de Cristo.

1731 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook