Uma janela sobre o mundo bíblico

Qual a interpretação de Rm 14,14-15 para se alinhar com os mandamentos da não ingestão de animais imundos do Pentateuco? Ou o texto autoriza comer carnes impuras?



  • Pergunta de Rogério de Freitas, Saquarema - RJ
  • 816
  • 02/01/2018
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Carne |


Pergunta em forma ampla:

Sobre comer animal imundo segundo as Escrituras. Deparei-me com o texto de Romanos 14, principalmente os versos 14 e 15, que aparentemente autoriza a ingestão de qualquer carne, imunda ou não. Pergunto: Qual a interpretação deste texto para se alinhar com os mandamentos da não ingestão de animais imundos do Pentateuco? Ou, o texto autoriza a ingestão das carnes impuras? 

Está sua pergunta foi respondida várias vezes no portal, sendo feitas de modos diferentes, mas os leitores queriam uma mesma resposta.

Relutei em responder, porque envolve rituais e prescrições do passado do povo hebreu. Envolvia a questão dos alimentos puros e impuros, etc. Hoje não se vive está realidade.

Jesus foi radical com estas normas e leis judaicas, reforçadas pelo ensino dos fariseus, conhecedores da lei do levítico acrescentando outras que obrigavam o povo a seguir normas e determinações que eles próprios não cumpriam.

Quanto a ingestão das carnes impuras descritas no livro do Levítico do Antigo Testamento encontramos no Novo Testamento o que Jesus entendia.

Jesus entrou em vários conflitos com os fariseus, por causa destas normas. Jesus mesmo diz:

“não é o que entra no homem pela boca o alimento que o torna impuro, mas é o que sai de seu coração e da sua mente. Isto é que contamina o homem.”

Chamou os fariseus de sepulcros caiados, significando que eram bonitos por fora, mas podres por dentro.

Nos Atos dos Apóstolos encontramos o mesmo problema, em que os cristãos vindos do judaísmo queriam conservar antigas práticas, como a questão das carnes impuras e da circuncisão. O concílio de Jerusalém em 49 d.C. resolve a questão quando admite que os pagão convertidos ao cristianismo, não necessitavam serem circuncidados e observar normas judaicas antes do batismo. Todos, judeus, gregos etc., podiam receberem o batismo. Era suficiente crer em Jesus Cristo.

Paulo um judeu de nascimento instruído nas normas judaicas do farisaísmo, mudou completamente depois de encontrar-se com Jesus no caminho de Damasco.

Paulo aos Gálatas foi radical. Chamou os Gálatas de insensatos perguntando o que os atraiu para deixarem de lado a cruz de Jesus Cristo, para voltarem as antigas práticas judaicas.

Assim lendo o Novo Testamento, chegamos a entender o que Cristo propôs de novo as antigas práticas judaicas.

Para o judaísmo muito mudou, a começar pelo Templo de Jerusalém, que desde o ano 70 d.C. foi destruindo, e com a diáspora judaica os judeus se espalharam pelo mundo se adaptando a uma nova realidade. Muitas práticas do levítico foram colocadas de lado e adaptadas.

816 visitas


A resposta do site se encontra aqui acima.

Eventuais comentérios postados abaixo não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.

Comentários julgados inoportunos serão removidos.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook