Uma janela sobre o mundo bíblico

Quantos anos o Reino de Israel ficou cativo dos assírios?



  • Pergunta de Ronilson Rocha , Salvador
  • 1135
  • 11/03/2018
Luiz da Rosa

Leia mais sobre História de Israel | Reino de Israel | Reino do Norte


Mais de um século antes dos judeus, aproximadamente 135 anos antes, os israelitas foram levados para o Exílio. Isso aconteceu em 722 antes de Cristo, com a tomada da cidade de Samaria, que era a capital do Reino do Norte, conhecido como Israel. Assim conta a Bíblia, em 2Reis 18:

9 No quarto ano do reinado de Ezequias e sétimo de Oséias, filho de Ela, rei de Israel, Salmanasar, rei da Assíria, atacou e cercou Samaria. 10 Após três anos, tomou a cidade. Samaria foi conquistada no sexto ano de Ezequias e nono ano de Oséias, rei de Israel. 11 O rei da Assíria deportou os israelitas para a Assíria e os levou para Hala, para as margens do Habor, rio de Gozã, e para as cidades da Média. 12 Isso porque os israelitas não obedeceram a Javé seu Deus e transgrediram sua aliança: eles não ouviram nem praticaram tudo o que Moisés, servo de Javé, lhes havia ordenado.

A partir desse momento, os habitantes de samaria, mais tarde chamados de Samaritanos, nunca mais foram reconhecidos pelos judeus com uma identidade religiosa clara. Isso é devido ao fato que a Assíria trouxe seus habitantes para cultivar as terras conquistadas e isso provocou um sincretismo religioso, conforme conta a crônica com uma ideologia do ponto de vista de Jerusalém. Os israelitas, mesmo aqueles que ficaram na terra, não tiveram mais boa fama e foram, poderíamos dizer, rejeitados como judeus. Esse "conflito" continuava mesmo no tempo de Jesus, como se vê no encontro entre Jesus e a Samaritana.

Por causa dessa visão pessimista em relação aos descendentes da população da Samaria conquistada, a Bíblia nunca contou como foi a história daqueles que foram levados para o exílio, se voltaram e quando isso aconteceu. O livro de Tobias nos dá algumas chaves de leitura. Os israelitas não foram levados como escravos, mas tinham uma certa liberdade. Sofreram sim com a questão religiosa, sobretudo por causa do sincretismo, como dito acima, não sendo fieis aos mandamentos do Senhor.

Como dissemos, 135 anos mais tarde é a vez do exílio dos habitantes de Judá, de Jerusalém, levados para a Babilônia. A história dos judeus é bem descrita pelos livros bíblicos e sabemos que ficaram escravos na Babilônia até o Edito de Ciro, Rei da Pérsia que conquistou a cidade para onde haviam sido levado os judeus, deixando que os judeus regressassem a Jerusalém e reconstruíssem o templo destruído. Os judeus teriam ficado cerca de 60 anos no exílio, na Babilônia, considerando que a primeira deportação aconteceu em 598 e o edito de Ciro é do ano 539.

1135 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook