Uma janela sobre o mundo bíblico

É permitido comer carne vermelha, visto que Daniel procurou se alimentar de legumes?



  • Pergunta de Denise, Cabreuva
  • 1129
  • 12/03/2018
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Carne | Alimentos | Sangue


A Bíblia nunca proibiu a carne como comida. Os judeus desde sempre se alimentavam também com a carne, principalmente de animais de pequeno porte, como cabras e ovelhas. A escassez dos recursos não permitia que essa fosse a comida diária, mas não há dúvida que fizesse parte da alimentação de então.

Há, ao mesmo tempo, muitas proibições inerentes à carne. Por exemplo, os judeus não podiam e até hoje não comem carne de porco. E não só de porco, mas de todos os animais considerados impuros, conforme está especificado em Levíticos 11: camelo, coelho, os peixes sem barbatanas e sem escamas, as aves de rapina, os lagarto, etc.

Outra proibição é inerente ao sangue: o animal usado para alimentação deve ter o próprio sangue completamente derramado, conforme indicações de Levíticos 17:

13 Todo filho de Israel ou imigrante que reside no meio de vocês que caçar um animal ou ave que é permitido comer, deverá derramar o sangue do animal ou da ave e cobri-lo com terra. 14 O sangue é a vida de todo ser vivo; foi por isso que eu disse aos filhos de Israel: ‘Não comam o sangue de nenhuma espécie de ser vivo, pois o sangue é a vida de todo ser vivo e quem o comer será exterminado’.

Como é bem claro a partir do texto citado, o sangue não pode ser comido por que representa a vida, sobre a qual somente Deus tem poder. Comer significa ter poder sobre. Por isso os judeus respeitam esse mandamento.

A legislação inerente aos animais puros e impuros provavelmente tem origem em exigências higiênicas, que ganharam peso graças à ligação com o preceito divino.

 

Podemos comer carne com sangue?

Entre os cristãos hoje em dia são poucos os que se põem essa questão. Muitos que o fazem não são necessariamente guiados por princípios legislativos do Antigo Testamento, mas por solidariedade com o reino animal e por buscar uma vida sã, em harmonia com a natureza.

É provável que à base do desinteresse cristão por essas normas que até hoje são respeitadas pelos judeus está no fato que no Novo Testamento não existe a preocupação de reafirmar o valor desses preceitos. Jesus mesmo diz que o que nos torna impuro não é o que entra pela boca, mas aquilo que dela sai (veja Marcos 7,14-23).

Ao lado dessa palavra de Jesus, temos também o ensinamento de Paulo, especialmente em Romanos 14, onde diz que, em si, nada é impuro. Mas lembremos também do convite que Paulo faz à caridade, no caso em que um dos irmãos se escandalize pelo fato que alguém não segue os preceitos do Antigo Testamento:

Não faças perecer por causa de teu alimento alguém pelo qual Cristo morreu! (Romanos 14,15)

1129 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook