Uma janela sobre o mundo bíblico

Ouvi um pregador dizer que, pelos cálculos de idade e anos, Adão ainda era vivo na época do dilúvio de Noé. É verdade?



  • Pergunta de Jean Rodrigues, Belford Roxo
  • 2296
  • 25/03/2018
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Adão | Criação |


Adão era vivo, sim, na época do dilúvio, assim como é vivo ainda hoje, em cada um de nós. De fato, Adão não é um personagem histórico, nascido em um determinado tempo. Portanto toda investigação histórica sobre Adão, como fez esse pregador que você menciona, é um procedimento errado. Adão é um arquétipo, é um protótipo da humanidade e não uma pessoa realmente existida. Sei que não é fácil aceitar essa consideração, por causa de séculos de leitura que sedimentaram nossa compreensão e não nos permite abrir a nossa perspetiva em relação aos primeiros capítulos da Bíblia.

Essa leitura, comum a todo o mundo acadêmico bíblico, não diminui o valor do livro do Gênesis, mas dá a ele maior relevância. O que o autor conta revela o nosso modo de ser. Como Adão - que na verdade não é um nome próprio, mas deveria ser traduzido como “humanidade” – todos nós somos criados com características descritas no começo da Bíblia: temos dentro de nós um “sopro” de Deus, uma característica que somente Deus e o ser humano têm (neshamah); fomos colocados no mundo para servir a Deus e cuidar daquilo que está entorno a nós; o outro foi tirado da nossa costela, é alguém que está ao nosso lado, olho nos olhos, que faz parte de nós.

Sei que essa leitura que descrevo acima não é fácil, aspecto que certamente será testemunhado pelos comentários abaixo dos nossos assíduos leitores. Atribuo essa dificuldade não a uma culpa pessoal, mas, como dito acima, à influência da formação que recebemos. Todavia não é possível, hoje em dia, aceitar que pessoas influentes, que se dizem responsáveis pela formação dos fieis, continuem lendo certas partes da Bíblia como se lia há um milênio.

Para mudar nossa atitude é preciso ter abertura e escutar as reflexões de pessoas que se dedicam ao estudo da Bíblia, assim como um doente se dispõe a escutar os conselhos do seu médico. Essa escuta se faz através da própria leitura bíblica, mas sobretudo, repetindo, dedicando tempo à leitura de estudos de pessoas que têm maior autoridade, que vem da própria competência, em desvelar aquilo que Deus estád izento através de tais narrações.

2296 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook