Uma janela sobre o mundo bíblico

Identificado como um Palácio ruínas consideradas de uma sinagoga



Luiz da Rosa

Leia mais sobre Arqueologia |


Algumas ruínas no tell de Khirbat al-Karak (Beth Yerah), às margens sul do Lago de Tiberíades, na década de 50 foram identificadas como uma antiga sinagoga. Recentemente, invés, se constatou que na verdade se trata de um palácio do VII século, usado pelo Califa Abd al-Malik, que contruiu a Cúpula da Rocha, na mesquita Al Aqsa, na explanada do Templo, em Jerusalém.

Na literatura árabe o palácio é conhecido como Palácio Al-Sinnabra, cuja localização exata era desconhecida. A teoria dos arqueólogos que cavaram o local na década de 50, segundo a qual os restos conduziam a uma antiga sinagoga, foi colocada em dúvida por espertos da Universidade de Chicago. As últimas escavações, realizadas pela Universidade de Tel Aviv, confirmaram que de fato os restos arqueológicos pertencem ao Palácio árabe, aos otomanos, uma dinastia árabe-muçulmana que governou grande parte do Oriente Médio e do norte da África de 661 a 750 depois de Cristo.

1265 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook