Uma janela sobre o mundo bíblico

Semelhança entre as línguas árabe e ugarítica



Luiz da Rosa

Leia mais sobre Línguas |


A língua ugarítica, conhecida somente na sua forma escrita, descoberta no início do século XX, em Ugarit, na Síria (próximo ao atual Ras Shamra), é extinta. A sua descoberta foi muito importante para o estudo do Antigo Testamento, pois permitiu entender com maior clareza alguns estilos literários e expressões bíblicas. Existem muitos paralelos entre a cultura de Israel e das populações vizinhas. Os textos encontrados (Legenda de Keret, Legenda de Danel, Mito de Baal-Aliyan, Morte de Baal – esses dois últimos conhecidos como “Ciclo de Baal”) são considerados de importância comparável à descoberta e decifração dos jeroglifos do Egito e da escritura cuneiforme da Mesopotamia.

O Ugarítico é uma língua semítica escrita com carácteres cuneiformes, adaptados com um alfabeto de 30 letras. Pode ser visto, pelos menos espertos, como língua parecida ao Acádico ou Assírio.

A novidade dos últimos tempos é a existência de semelhanças entre o ugarítico e o árabe em relação aos significados e à gramática. De acordo com o responsável arqueológico de Lattakia, Jamal Haidar, as escavações realizadas em Ras Shamra encontraram “tavolette” que indicam que a ordem das letras do alfabeto ugarítico é parecida com aquele árabe e grego. Com relação à gramática, o ugarítico é próximo ao árabe. As duas línguas têm cerca de mil palavras em comum, que significam mais de dois terços do léxico ugarítico.

2821 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook