Uma janela sobre o mundo bíblico

Até nossa maneira de pensar pode virar um pecado?



  • Pergunta de Graziela Vieira Ribeiro, Campo Grande
  • 509
  • 13/08/2018
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Pecado | Mandamentos | Morte


Eu sinceramente acredito que sim. É o pensamento que por primeiro condiciona nossa ação e somos os únicos seres capazes de refletir e pensar nossas ações. E já no pensamento concebemos o pecado.

Poderíamos aprofundar e falar de aspectos muito desenvolvidos pela moral cristã, tais como o desejo do mal e o prazer no pecado pensado, ou ainda relembrar o momento litúrgico do Ato Penitencial, no qual se diz: "pequei muitas vezes por pensamentos, palavras, atos e omissões". Mas  penso que seja muito mais eficaz mencionar a Bíblia, cujo um dos mandamentos diz exatamente "não desejar a mulher do teu próximo" (Deuteronômio 5,21). Provérbios 15,26 lembra que "os pensamentos malvados são um abomínio para o Senhor" e Sabedoria 1,3 diz que "os pensamentos errados afastam de Deus".

A raiz do pecado está no nosso coração, na nossa liberdade:

"Pois é do coração que vêm as más intenções: crimes, adultério, imoralidade, roubos, falsos testemunhos, calúnias. 20 Essas coisas é que tornam o homem impuro; mas comer sem lavar as mãos não torna o homem impuro" (Mateus 15,19-20).

Outro texto importante que gostaria de mencionar é a leitura que Mateus 5 faz da Lei, principalmente do mandamento que diz para "não matar", nos versículos 21-22:

Vocês ouviram o que foi dito aos antigos: ‘Não mate! Quem matar será condenado pelo tribunal’. 22 Eu, porém, lhes digo: todo aquele que fica com raiva do seu irmão, se torna réu perante o tribunal. Quem diz ao seu irmão: ‘imbecil’, se torna réu perante o Sinédrio; quem chama o irmão de ‘idiota’, merece o fogo do inferno.

Jesus, como sempre faz, aprofunda o significado do mandamento, que não se limita à letra: o mandamento não se refere unicamente à morte física, mas é uma atitude que não permite valorizar o próximo como pessoa, afirmando que ele não vale nada. As palavras são capazes de caracterizar essa atitude. E o pior - e aqui entra o nosso tema - é que as palavras representam a ponta de um iceberg: é o produto de uma interioridade doente, de um coração que se adoeceu no rancor. Para Jesus, o homicídio tem sua origem no ódio e todos os sentimentos e pensamentos negativos que podem se esconder dentro do ser humano. A morte do outro começa com o ciúme, a inveja, a ira; a morte física é apenas o resultado de tudo isso.

509 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook