Uma janela sobre o mundo bíblico

Percebi, nos últimos dias, a repetição do exemplo das crianças nas leituras do Evangelho. Por quê?



  • Pergunta de Paulo Sergio de Jesus Ferreira, Rio de Janeiro
  • 484
  • 02/10/2018
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Crianças |


Jesus usa as crianças porque vê nelas um exemplo para a nossa fé e para a nossa vida de serviço, com humildade.

Poderíamos dividir as passagens evangélicas onde Jesus cita as crianças como exemplo em dois grupos. Primeiro, Jesus aprasenta as crianças como modelo de atitude que deve ser usada para acolher o Reino de Deus. Veja o texto de Marcos 10,13-16

Traziam-lhes crianças para que as tocasse, mas os discípulso as repreendiam. Vendo isso, jesus ficou indignado e disse: "Deixai as crianças virem a mim. Não as impeçais, pois delas é o Reino de Deus. Em verdade vos digo: aquele que não receber o Reino de Deus como uma criança, não entrará nele". Então, abraçando-as, abençoou-as, impondo as mãos sobre elas.
Veja também Mateus 19,13-15 e Lucas 18,15-17.

É provável que com esses textos Jesus está querendo sublinhar que a acolhida do Reino é algo espontâneo, natural, uma confiança que deriva da fé. A criança confia no seu pai; é capaz de pular do alto nos seus braços, sem medo. Lembremos também do diálogo de Jesus com Nicodemos, quando lhe convida a se tornar como uma criança (João 3).

 

A segunda atitude que Jesus vê nas crianças, e mostra como exemplo para seus discípulos, é a vida com gratuidade, sem aspirações de poder, humilde. Vejamos o texto de Mateus 9:

33 Quando chegaram à cidade de Cafarnaum e estavam em casa, Jesus perguntou aos discípulos: «Sobre o que vocês estavam discutindo no caminho?» 34 Os discípulos ficaram calados, pois no caminho tinham discutido sobre qual deles era o maior. 35 Então Jesus se sentou, chamou os Doze e disse: «Se alguém quer ser o primeiro, deverá ser o último, e ser aquele que serve a todos.» 36 Depois Jesus pegou uma criança e colocou-a no meio deles. Abraçou a criança e disse: 37 «Quem receber em meu nome uma destas crianças, estará recebendo a mim. E quem me receber, não estará recebendo a mim, mas àquele que me enviou.»

O contexto é de disputa entre os apóstolos para ver quem teria direito à autoridade. Jesus usa o "modelo" criança para desarmar os apóstolos. Ao invés de buscar a grandeza, é preciso se abaixar, tornar-se pequeno, humilde. A verdadeira autoridade está no serviço, na humildade, no ser pequeno.

484 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook