Uma janela sobre o mundo bíblico

Em Êxodo 4,24, Deus procura matar a Moisés. Se o Senhor o havia enviado como libertador do povo de Israel, por que quis matá-lo?



  • Pergunta de Gilberto Amaral, Rio de Janeiro - RJ
  • 1415
  • 03/02/2019
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Moisés |


Olá Gilberto Amaral do Rio de janeiro - RJ!

Na leitura do livro do Êxodo em 4,24 encontramos:

“Aconteceu que no caminho, numa hospedaria. Iahweh veio ao seu encontro e procurava fazê-lo morrer. Séfora tomou uma pedra aguda e cortou o prepúcio de seu filho, feriu-lhe os pés e disse: “Tu és para mim esposo de sangue”. (Êxodo 4,24) Bíblia de Jerusalém.

Lendo os comentários bíblicos sobre este texto visualizamos alguns pontos que nos ajudam a entender o fato acontecido. A narrativa é de fato enigmática, nos coloca muitas dúvidas. Será que de fato Deus agiria desta forma com aquele que escolheu para libertar seu povo do Egito? Na verdade o texto não fala de Moisés, o seu nome não aparece e nem mesmo os pronomes pessoais ali presentes não indicam uma pessoa. Assim já de início encontramos dificuldade de interpretação.

De fato a circuncisão (própria para os povos do deserto) e para o povo hebreu sinal da pertença e da Aliança de Deus com seu povo, não estava sendo observada por Moisés, se pode imaginar que este fato tenha atraindo a ira divina. O gesto de sua mulher Séfora tenta apaziguar a ira divina. Ela apanhando uma pedra cortante, circuncida seu filho Gérson.

O que faz Séfora indica o motivo do desagrado de Deus. Séfora realiza no filho deles (Gérson) a circuncisão, usando uma pedra cortante. A circuncisão, apesar de ainda não existir na lei de Deus escrita, era praticada pelo povo de Deus por conta da ordem de Deus a Abraão:

“Eis a minha aliança, que será observada entre mim e vós e tua raça depois de ti: que todos os vossos machos sejam circuncidados” (Gênesis 17,10) Bíblia de Jerusalém

 O que percebemos com isso é que Moisés e Séfora não haviam observado esse sinal da aliança (a circuncisão realizada nos meninos de oito dias) por algum motivo que não o texto de livro do Êxodo não relatado. O texto mostra que Séfora circuncida o filho Gérson e simula uma circuncisão em Moisés tocando o sexo dele (o texto fala em “seus pés: ) com o prepúcio da criança. Tentando apaziguar a fúria divina.

O episódio foi educativo por parte de Deus”, então Séfora e Moisés souberam que essa negligência partiu deles: “Assim, o SENHOR o deixou. Ela disse: Esposo sanguinário, por causa da circuncisão” (Êxodo 4,26).

 

Concluindo:

O episódio nos ensina a grande importância que Deus dá ao testemunho de Seus servos escolhidos para uma missão. Moisés, sendo um servo de Deus, deveria observar detalhadamente as exigências de Deus, não podiam ser omisso em nada. A vida de Moises estava sendo testada ele não podia anunciar a palavra de Deus e na prática viver de outra forma.

1415 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook