Uma janela sobre o mundo bíblico

João 6, 32 não é para os ímpios?



  • Pergunta de Carlos Alberto Santos de Almeida, São Gonçalo - RJ
  • 882
  • 11/03/2019
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Cafarnaum |


Olá Carlos Alberto Santos de Almeida de São Gonçalo - RJ!

Como entender esta passagem do evangelho de João 6,32:

“Em verdade, em verdade, vos digo: não foi Moisés quem vos deu o pão do céu, mas é meu Pai quem os dá o verdadeiro pão do céu”. (João 6,32) Bíblia de Jerusalém.

Uma saída muito fácil é ler todo o contexto que envolve o discurso na sinagoga de Cafarnaum com início no capítulo 6 (a multiplicação dos pães) até o capítulo 7.

Quem seria estes ímpios tratados na pergunta?

Não podemos concluir que neste discurso Jesus está se digladiando com os ímpios, em relação ao fato de Ele mesmo ser o pão da vida. Entendemos ímpios, o grupo de pessoas, que vivem afastados de Deus e tem como norma de suas vidas praticar o mal. Deus não tem lugar na vida deles.

O discurso mostra  Jesus discutindo com os judeus. É claro não podemos dizer que os Judeus seriam os ímpios. Sabemos que eles amam a Deus, querem observar sua lei a risca e de início até concordam com Jesus. Mas quando Ele que e Ele mesmo seria o Pão que dá vida ao mundo, eles passaram a rejeitá-lo. Como entender que ele mesmo daria sua carne como alimento da humanidade.

Concluindo:

A resposta da pergunta aparece no próprio texto, ele está se referido aos Judeus que não são considerados como ímpios no verdadeiro sentido d palavra.

 

 

882 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook