Uma janela sobre o mundo bíblico

A história de Caleb aparece em Josué 14 e Juízes 1. Não há uma incongruência?



  • Pergunta de David Neves, Vacaria
  • 813
  • 10/05/2019
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Formação da Bíblia |


A pergunta completa é a seguinte:

Li o livro de Josué e interpretei que Josué morreu depois de todos os acontecimentos descrito no livro.
Josué 15 conta a história de Caleb, que dá sua filha em casamento. Mas no Livro dos Juízes se conta a mesma história, só que depois da morte de Josué. Afinal Josué estava morto como relata em juízes 1,1?

Caleb, filho de Jefoné, é mencionado em vários livros, no começo da Bíblia. Foi uma dos enviados por Moisés para controlar a Terra de Canaã, antes da entrada na Terra Prometida. Ele aparece inclusive em Eclesiástico 46,9-10, onde é louvado, junto com Josué, pela confiança em Deus, coisa que fez com que fossem "poupados entre seiscentos mil homens de infantaria, para introduzir Israel na sua herança, na terra onde corre leite e mel" :

O Senhor concedeu a Caleb a força que permaneceu com ele até a velhice. Ele subiu as colinas do país, que a sua descendência conservou como herança, a fim de que todos os filhos de Israel soubessem que é bom seguir o Senhor.

O seu território é aquele de Hebrão, que fica no sul de Jerusalém, não muito distante de Belém. Essa sua "herança" aparece já em Josué 15, onde é várias vezes mencionado. Depois, em Juízes 1 retorna a recordação que ali era onde ele se estabeleceu. De fato, no primeiro capítulo, Juízes faz um resumo da instalação do povo de Deus em Canaã, na Terra Prometida.

Portanto, sendo Juízes 1 uma recordação histórica e não uma narração dos fatos, não existe incongruência entre o que é dito antes, em Josué 15 e o que lemos nesse capítulo.

Portanto, respondendo a sua pergunta, mesmo estando Josué já morto, como aparece em Juízes 1,1, é possível relembrar um fato passado, sem ser incongruente.

 

Os autores dos livros bíblicos

Conhecemos os livros bíblicos através de nomes de personagens da história de Israel. Quase sempre pensamos que foram eles que escreveram esses livros. Não é assim. Josué, com certeza, não escreveu nenhum livro. Nem mesmo Moisés escreveu os 5 primeiros livros da Bíblia, como a tradição costumava dizer. 

A formação dos livros bíblicos é muito complexa. É provável que para muitos livros tenha acontecido que existissem tradições, muitas vezes orais, que foram recolhidas e colocadas por escrito muitos séculos depois dos fatos. Há, por exemplo, quem diga que os cinco primeiros livros da Bíblia foram escritos, tais como os temos hoje, somente depois da volta do povo de Israel do Exílio na Babilônia, cerca de 500 anos antes de Cristo. Isso, portanto, teria acontecido 500 anos depois do Rei Davi. Em termos cronológicos, seria como se alguém decidisse escrever hoje a história do descobrimento das Américas...

Essa consideração não tem o intuito de "desautorizar" os livros bíblicos, mas pretende unicamente criar consciência sobre a complexidade a respeito da autoria dos livros sagrados. Nomes famosos são usados para dar autoridade aos livros, mas não são verdadeiros autores. Isso em nada diminui o valor das Sagradas Escrituras.

813 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook