Primeiro vamos definir onisciência: qualidade de onisciente, que é o que sabe tudo (Michaelis).

Isa 46:9 Lembrai-vos das coisas passadas desde a antigüidade; que eu sou Deus, e não há outro; eu sou Deus, e não há outro semelhante a mim;
Isa 46:10 que anuncio o fim desde o princípio, e desde a antigüidade as coisas que ainda não sucederam; que digo: O meu conselho subsistirá, e farei toda a minha vontade;
Isa 46:11 chamando do oriente uma ave de rapina, e dum país remoto o homem do meu conselho; sim, eu o disse, e eu o cumprirei; formei esse propósito, e também o executarei.
Mas a qualidade exarada da Bíblia é mais do que saber tudo- Deus está fora do espaço e do tempo (propriedadess inerente da matéria), pois é Espírito- Deus sabe tudo o que foi, que era e que será, Ele É, Foi e Será, tudo ao mesmo “tempo”...
Agora, ele se identifica com suas criaturinhas:
Isa 49:14 Mas Sião diz: O Senhor me desamparou, o meu Senhor se esqueceu de mim.
Isa 49:15 pode uma mulher esquecer-se de seu filho de peito, de maneira que não se compadeça do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse, eu, todavia, não me esquecerei de ti.
Isa 49:16 Eis que nas palmas das minhas mãos eu te gravei; os teus muros estão continuamente diante de mim.

Nas palmas do Senhor Jesus temos nossos nomes gravados pelos pregos da cruz, pois Deus se fez carne e habitou no meio de nós e pelas suas pisaduras fomos sarados...

Outrossim, não podemos nos esquecer que a maioria das pessoas na sabia ler no tempo em que as Escrituras foram feitas, sendo adaptadas para uma povo agropastoril, e ao mesmo tempo sendo fonte de inesgotável saber nos séculos que se passaram.
Resumindo, assim como modificamos nossa linguagem e expressão conforme a pessoa com a qual nos comunicamos, para sermos entendidos, Deus faz a mesma coisa.

A Paz do Senhor.