Uma janela sobre o mundo bíblico

Quem foi o Professor de Paulo de Tarso?



  • Pergunta de Ariadne Coutinho , Simões Filho
  • 62935
  • 30/10/2011
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Paulo de Tarso | Paulo |


Olá Ariadne Coutinho!

 A primeira vista responder esta pergunta, “quem foi o Professor de Paulo” parece impossível, pois a distância que nos separa é muito grande. Mas possuímos um recurso muito importante, são as informações que a Bíblia nos fornece e também a tradição, isto é os escritos dos contemporâneos de Paulo.

Do texto bíblico chegamos a algumas informações: Paulo foi profundo conhecedor da lei e também zeloso do cumprimento desta da lei (fariseu), portanto, Paulo era um mestre na lei. É fato que ele a conhecia minuciosamente. É possível afirmar, entretanto que ele deve ter tido os melhores doutores e mestres como instrutores. O texto de Atos dos Apóstolos assim confirma:

“Quanto a mim (Paulo), sou judeu, nascido em Tarso da Cilícia, e nesta cidade criado aos pés de Gamaliel, instruído conforme a verdade da lei de nossos pais, zeloso de Deus, como todos vós hoje sois.”Atos 22,3

 

Sua Descendência Judaica.

Ele se apresenta aos cristãos de Filipos como “da linhagem de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu de hebreus; quanto à lei, fariseu(Fp 3,5).

Na carta aos Romanos encontramos A confirmação de Paulo como: “israelita da descendência de Abraão, da tribo de Benjamim(Rm 11,1).

 

Seus estudos e Professores

Sua primeira escola foi à sinagoga. Ela ajudava os pais judeus a transmitir a herança religiosa de Israel aos filhos. Era na Sinagoga que o menino começava a ler as Escrituras com apenas cinco anos de idade. Em voz alta repetia textos da Bíblia. Aos dez anos de idade começava a estudar a Mishná com suas interpretações emaranhadas da Lei. Foi na Escola da Sinagoga que ele se aprofundou na história do seu Povo, no Judaísmo, nos costumes, nas Escrituras e na língua do seu povo. O vocabulário posterior de Paulo foi influenciado pela linguagem da Septuaginta, a Bíblia dos judeus helenistas, pois teve a vantagem de ter crescido em uma cidade de cultura helênica Tarso.

Paulo era fariseu, como o livro dos Atos dos Apóstolos nos descreve “filho de fariseus” (At 23.6). Seu preparo religioso tinha raízes na lealdade aos regulamentos da Lei, conforme a interpretavam os rabinos. Aos treze anos ele devia assumir responsabilidade pessoal pela obediência a essa Lei.

 

Saulo em Jerusalém

Saulo de Tarso foi enviado pelos seus pais a Jerusalém para ser instruído na Lei e passou em Jerusalém sua mocidade “aos pés de Gamaliel”, onde foi instruído “segundo a exatidão da lei.“ (At 22,3). Gamaliel era neto de Hillel, um dos maiores rabinos judeus. A escola dirigida por Hilel, interpretava a Lei de modo mais liberal das duas principais escolas de pensamento entre os fariseus. Em Atos 5,33-39 o mestre Gamaliel é descrito como “acatado por todo o povo.”

Após completar seus estudos com Gamaliel, esse jovem fariseu provavelmente voltou para sua casa em Tarso onde passou alguns anos.

 

Concluindo:

Pelo descrito vemos que Paulo desde a sua infância até a idade adulta, teve a ajuda de muitos professores. Na Sinagoga em Tarso sendo introduzido no Judaísmo, mas também teve contato com a cultura helênica, pois Tarso respirava o helenismo, e por fim sua estadia em Jerusalém com Gamaliel. Sem deixar de mencionar o próprio Cristo que ele considerou como a mais preciosa das jóias, largando tudo por possuí-la.

62935 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook