Uma janela sobre o mundo bíblico

Advento - Caminho de uma espiritualidade encarnada



  • Estudo
  • 6277
  • 25/11/2011
Silvia Togneri

E a Palavra de fez carne e veio morar entre nós. Jo 1,14a

 

Mais uma vez, com muita expectativa, estamos vivendo o tempo do Advento. Um tempo de espera e de reflexão, quando nos preparamos para comemorar, o nascimento de Jesus, o Filho de Deus que se encarnou como ser humano entre nós. A sua encarnação nos foi anunciada pelos profetas como a grande salvação oferecida por Deus a todos nós (cf. Is 7,14). É a chegada do Emanuel - o Deus conosco. Jesus assumiu a forma humana e  caminhou entre nós para nos revelar como Deus é: misericordioso, amoroso, bondoso, justo e fiel, o que, às vezes estava sendo esquecido e até desconhecido por alguns.

 

O Advento é para nós, também, mais uma oportunidade em perceber que a encarnação de Jesus, aconteceu com o grande despojamento de Deus. Lembrando o que a carta aos Filipenses nos diz: “Ele, existindo em forma divina, não se apegou ao ser igual a Deus, mas despojou-se, assumindo a forma de escravo e tornando-se semelhante ao ser humano” (Fl 2,6-7a). Por isso, o Advento é o tempo próprio de preparação para procurarmos entender o porquê do despojamento de Jesus por todos nós. É também um tempo forte, quando todas as pessoas cristãs são intensamente chamadas a procurar realizar o desapego de tudo o que impede a vivência do amor fraterno, da justiça e do perdão. Pois, assim, estaremos nos preparando para celebrar dignamente o nascimento de Jesus.

 

No tempo do Advento, especialmente nas atividades da catequese, é o grande momento de incentivar a todos para que tenham os mesmos sentimentos de Maria e do povo judeu, na espera do Messias. Esperando confiante na grande promessa de Deus: “Eu sei que virá o Messias, quando ele vier nos fará conhecer todas as coisas” (Jo 4,25). E Jesus nos ensinou com a sua encarnação que Ele está a serviço do Pai em favor de todos nós: “O Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a vida em resgate por muitos” (Jo 10,45).

 

Ao preparar o nascimento de seu Filho, Deus, enviou seu mensageiro a uma virgem de Nazaré, que foi saudada com a alegria da sua presença: “Alegra-te, cheia de graça! O Senhor está contigo” (Lc 1,28). Com essa mesma alegria devemos viver o tempo do Advento, pois em breve iremos comemorar o santo nascimento de Jesus. E como a Mãe de Deus, que na espera de Jesus, sentiu grande júbilo e alegria, devemos também dizer: “A minha alma engrandece o Senhor, e meu espírito se alegra em Deus, meu salvador” (Lc 1,47).

 

No tempo do Advento precisamos saber percorrer o verdadeiro caminho que nos leva ao encontro do menino Jesus. Muitas vezes, no Advento, esse caminho fica tumultuado e até é desvirtuado por inúmeros afazeres e preparativos para uma festa que pode não traduzir o grande e verdadeiro significado do Natal. Na espera do nascimento de Jesus, Maria, sua mãe, se colocou a serviço de sua prima Isabel. Que como Maria, também, hoje, neste Advento, saibamos nos colocar a serviço daqueles que mais precisam de nós, e não apenas nos preocuparmos com os presentes e as festividades natalinas.

6277 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook