Uma janela sobre o mundo bíblico

Gostaria de saber sobre a passagem de Jesus com os porcos.



  • Pergunta de Fatima, Campo Grande
  • 28783
  • 23/12/2007
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Porcos | Demônio |


O episódio ao qual você se refere é o exorcismo praticado por Jesus, que comanda ao demônio de ir para um manada de porcos. Esse fato é narrado pelos evangelhos sinóticos (Mateus 8,298-34; Marcos 5,1-20 e Lucas 8,26-39). Os evangelhos contam que havia um homem (Mateus diz que eram dois) na cidade de Gerasa (atual Djerash) possuído por um espírito impuro, que morava no meio dos túmulos, o qual ninguém conseguia dominar. Jesus então ordena ao espírito de sair dele. Os espíritos pedem que Jesus deixe que eles fossem para uma manada de porcos que pastava na região. Jesus consente e eles entram nos porcos, que se precipitam dentro do lago da Galiléia e morrem afogados. O homem, agora liberado, pede que Jesus lhe deixe segui-lo. Jesus, invés, diz para ele voltar para a sua casa e pede que anuncie na sua casa “tudo o que fez por ele o Senhor na sua misericordia”.

Os porcos representam um elemento importante nessa narração. Sabemos que os judeus não possuem porcos, pois esse animal é considerado por eles como impuro (todos os animais que tem a unha dupla são impuros). O papel desses animais na narração é sublinhar que Jesus se encontrava num território estrangeiro, fora de Israel, “do outro lado do lago”. Por que o texto coloca acento sobre esse aspecto? Encontrar uma resposta a esta pergunta é importante por que respondê-la significa encontrar a mensagem que tal passagem quer transmitir.

Creio que a nossa interpretação não deve se concentrar no fato do exorcismo, do espírito impuro, mas sim na conclusão do episódio. Os evangelistas (exceto Mateus) concluem dizendo que o homem, purificado, foi e anunciou tudo o que Jesus fez. No fundo é um chamado à missão: quem experimentou a misericórdia de Deus não pode se calar, mas tem de anunciar a grandeza das obras de Deus. Outro aspecto é o local da missão. O homem queria acompanhar Jesus, invés Jesus diz para ele voltar para a sua casa. Ora, parece que Jesus envia, através dessa história, cada um de nós em missão no nosso próprio mundo, lá onde vivemos. E esse homem era um estrangeiro, isto é, alguém completamente estranho à mensagem de Jesus, que nunca tinha tido uma base religiosa. Se ele assumiu tal compromisso, quanto mais empenho devia ter quem já está em contato com o Cristo.

28783 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook