Uma janela sobre o mundo bíblico

Como interpretar Deteronônimo 4,29?



  • Pergunta de Luiz Lleverson, João Pessoa
  • 6578
  • 23/04/2012
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Aliança | Moisés | Deuteronômio


Assim diz o texto que você questiona:

De lá, então, irás procurar Iahweh teu Deus, e o encontrarás, se o procurares com todo o teu coração e com toda a tua alma.

 

Esse texto faz parte do contexto do Primeiro Discurso de Moisés: Moisés fala ao povo de Israel, enquanto caminha pelo deserto em direção à terra prometida. Nesse discurso, que começa no no início do livro e vai até Deuteronômio 4,43, Moisés admoesta o povo e faz recomendações para a vida na Terra Prometida.

Na passagem em que está inserido esse versículo que você menciona, Moisés está recordando os pecados que o povo cometeu pelo deserto, que resultou, entre outras coisas, na condenação a Moisés que morrerá antes de entrar na terra prometida. Ao mesmo tempo Moisés lembra que Deus é "ciumento" e por isso condena quem peca. A Aliança com Deus precisa ser respeitada. Moisés recorda ao povo que provavelmente, depois de entrarem na Terra Prometida, essa Aliança será esquecida e o povo passará a adorar outros deuses, cometerá idolatria e, por isso deixará aquela terra pela qual caminhou no deserto durante 40 anos. Mas, estando longe dessa terra, por causa do pecado, o povo de Israel procurará novamente a Deus e o encontrará, com uma condição: se o procurará com todo o seu coração e com toda a sua alma.

 

A primeira reflexão que podemos fazer é que se Iahweh é um Deus ciumento, é, ao mesmo tempo, um Deus misericordioso; não sabe dizer não a alguém que se converte, que o busca intensamente, com todo o seu ser (alma e coração).

 

Outra reflexão possível é a importância do amor a Deus, como relembra Jesus em Mateus 22,37, quando interrogado sobre qual fosse o maior mandamento: "Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu espírito". Esse mandamento é lembrado pelos judeus todos os dias, quando rezam o assim chamado "Shema Israel", uma oração que repete o texto presente em Deuteronômio 6,4:

Ouve, ó Israel (em hebraico: "Shema Israel"): Iahweh nosso Deus é o úinico Iahweh! Portanto, amarás a Iahweh teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma e com toda a tua força.

Essa voz tem eco nos profetas, sobretudo em Jeremias e Oséias. É nesse sentido que Oséais 6,6 diz: é amor que eu quero e não sacrifício.

É muito importante notar que a necessidade desse amor não é uma mera exigência divina, um capricho ou uma carência, mas é reflexo, consequência espontânea do amor com o qual Deus amou seu povo, como se recorda em Deuteronômio 4,37: E porque ele amava teus pais, e depois deles escolheu a sua descendência...

6578 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook