Uma janela sobre o mundo bíblico

Quantas vezes Paulo foi preso ?



  • Pergunta de Wagner, Nova Odessa / SP
  • 44443
  • 06/05/2012
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Paulo de Tarso | Atos dos Apóstolos |


Olá Wagner de Nova Odessa / SP!

A pergunta nos leva a biografia do Apóstolo Paulo, em especial os escritos dos Atos dos Apóstolos e Cartas Paulinas. A questão da cronologia seguida para a composição da biografia paulina é discutida e existem s opiniões diversa entre os estudiosos.

A maioria dos estudiosos do Novo Testamento escreveram uma biografia do Apóstolo Paulo. No Brasil o Cebi publicou o escrito popular de frei Carlos Mesters, Carmelita, “Uma entrevista com o Apóstolo Paulo”, com quarenta perguntas sobre a vida do Apóstolo Paulo. Ainda tenho como consulta o material das aulas, durante o curso de Novo Testamento, sobre o Apóstolo Paulo, do Professor Frei Marcelo Buscemi, , Paulo, Vida, Cartas e Mensagem, Jerusalém. Estes autores e muitos outros falam largamente das prisões de Paulo, mas preverem apenas dizer “Paulo foi varias vezes prisioneiro”, não citam o número para não caírem em alguma falha. Mas acompanhando os Atos dos Apóstolos, e outros escritos Paulinos podemos conhecer os locais que Paulo foi aprisionado, época e número de vezes.

 

Prisões de Paulo

 

- Prisão em Felipos narrado em (At 16,23),

- Prisão em Jerusalém (At 21,33),

- Prisão em Cesaréia (At 23,23),

- Prisão em Roma (At 28,20).

- Prisão muito pesada em Éfeso, de onde escreveu as cartas para os Filipenses (Fil 1,13), para os Colossenses (Co 4,18) e, talvez, para Filemon (9 e 13) A prisão em Éfeso foi tão sofrida e dura, que ele chegou a perder a esperança de sobreviver (2Cor 1,8-9). O texto de Coríntios nos diz que foi como

``uma luta contra animais selvagens'' (1Cor 15,32).

Paulo falando de si mesmo na Carta aos Coríntios afirma que passou por muitas prisões (2Cor 11,23).

 

Os motivos das prisões de Paulo.

 

Em Filipos, a acusação eram contra Paulo e Silas:

``Estes homens estão provocando desordem em nossa cidade; são judeus e pregam costumes que a nós, romanos, não é permitido aceitar nem seguir'' (At 16,20-21).

Em Jerusalém, os judeus instigam o povo contra Paulo:

``Israelitas, socorro! Este é o homem que anda ensinando a todos e por toda a parte contra o nosso povo, contra a lei e contra este lugar. Além disso, ele trouxe gregos para dentro do ``Templo, profanando este santo Lugar'' (At 21,28).

Em Cesaréia, Paulo foi acusada deste modo:o governador recebeu a seguinte escrita do oficial romano de Jerusalém a respeito de Paulo:

``Verifiquei que ele era incriminado por questões referentes à lei que os rege, não havendo nenhum crime que justificasse morte ou prisão'' (At 23,29).

No tribunal os judeus diziam:

``Verificamos que este homem é uma peste: ele promove conflitos entre os judeus do mundo inteiro e é também um dos líderes da seita dos nazareus. Ele tentou inclusive profanar o templo; por isso, o prendemos'' (At 24,5-6)

44443 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook