Uma janela sobre o mundo bíblico

A paz de Cristo! Pode me explicar melhor a passagem de 2 Rs 17, 29-31. Grata



  • Pergunta de Regina Veloso, Rio de Janeiro / RJ
  • 5453
  • 15/06/2012
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Culto | Samaritanos | II Reis


 

 

 

 

Olá Regina Veloso do Rio de janeiro / RJ!

 

A pergunta pode ser incluída na perícope que vai dos versículos 24 - 32, do capítulo 17 de 2 Rs, que descreve de forma breve o repovoamento do Reino do Norte e podemos incluir também a origem dos samaritanos

O surgimento dos samaritanos.

Pelos anos 900 a.C. falece o Rei Salomão e uma parte do Reino foi dado a Roboão no Sul (Judeia, capital Jerusalém com 2 tribos) e outra Jeroboão no Norte (Samaria, capital Samaria com 10 tribos). Em 722 a.C, Samaria foi conquistada pela Assíria, Assurbanipal, e o povo foi levado em cativeiro.

Os pagãos, não judeus, repovoaram a Samaria, acontecendo casamentos mistos de judeus remanescentes (nem todos foram para o exílio) com mulheres pagãs. Por este motivo o povo de Jerusalém, odiavam os samaritanos. Não os considerava mais judeus isto perdurava ainda no tempo de Jesus. Na época ser chamado de "samaritano" era um insulto. (João 8,48)

Isso aconteceu porque o rei do Império Assírio decretou a transmigração. Retirou os judeus da Samaria e povou com gente vinda da Babilônia.

Os pagãos foram convertidos à força ao Judaísmo, eles acreditavam nos cinco livros de Moisés (Pentateuco), isto perdura até os dias de hoje.

Assim aconteceram algumas mudanças: um novo lugar para o Templo, o monte Garizim, na Samaria não mais Jerusalém, o aparecimento de uma raça mestiça, outros costumes, forma religiosa diferentes, os judeus passaram a desconsiderar os samaritanos e os desprezavam.

Como entender a passagem de 2 Rs 17,29-31

A narrativa bíblica esclarece o povo não possuía o conhecimento do ‘culto do Deus da terra’ (2 Reis 17,26), assim o rei determinou que um dos sacerdotes de Israel habitasse com o povo e ensinasse ao povo os costumes religiosos da terra (2 Reis 17,27-28). Entretanto aconteceu o sincretismo religioso, o povo começou a temer ao Senhor e a servi-Lo, mas não esqueceram de seus antigos deuses que eles mesmos tinham criado (2 Reis 17,29-31). Observemos o texto:

“29 Todavia as nações faziam cada uma o seu próprio deus, e os punham nas casas dos altos que os samaritanos tinham feito, cada nação nas cidades que habitava.

30 Os de Babilônia fizeram e Sucote-Benote; os de Cuta fizeram Nergal; os de Hamate fizeram Asima;

31 os aveus fizeram Nibaz e Tartaque: e os sefarvitas queimavam seus filhos no fogo e a adrameleque e a Anameleque, deuses de Sefarvaim”.(2 Rs 17,29-31)

 

O resultado disso tudo é descrito em 2 Reis 17,33, onde diz que eles sirvam ao Senhor e a ‘seus deuses’, segundo o costume de suas nações da qual haviam saído.

Jesus não encontrou a situação de seu tempo diferente os mesmos costumes foram herdados do antigo povo que povoou a Samaria. Conhecemos o que Jesus pensava dos samaritanos.

O ódio dos Judeus para com os Samaritanos, na época de Jesus, chegou a tal ponto que eles nem conversavam, muito menos passavam em seu território ou alimentavam-se com o pão amassado por um samaritano.

Em forma conclusiva podemos dizer que esta aversão era causada pela idolatria.

 

5453 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook