YHWH (Jeová) é uma palavra típica do Antigo Testamento, usada em hebraico. O Novo Testamento foi todo ele escrito em grego e portanto não usou o termo YHWH. Quando foi feita a primeira tradução do Antigo Testamento em grego, a Septuaginta, feita entre 285 e 150 antes de Cristo, tomou-se o costume de usar “Senhor” (kurios) para indicar YHWH. Os tradutores de Alexandria colocaram por escrito uma tradição oral presente nas sinagogas, onde se lia “ADONAY” (Senhor) toda vez que apareceia o nome YHWH. De fato o povo hebreu não pronunciava o nome de Deus e no seu lugar dizia “ADONAY”.

A Bíblia usada pelos primeiros cristãos foi essa tradução grega, a Septuaginta. Portanto podemos dizer que Jesus não usou o termo “Jeová”. Para citar um exemplo, em Mateus 4,10 ele cita um texto de Deuteronômio 6,13, onde aparece YHWH, mas usa “Senhor” (Ao Senhor (Kurios) adorarás). Também em Atos 15,17 aparece outra citação do Antigo Testamento, na qual existe a palavra YHWH (O Senhor, que faz todas as coisas. - Amós 9,12) e, igualmente, não se usa Jeová, mas Senhor. Em Paulo há ainda outro texto, em Romanos 4,8, onde usa “Senhor”, citando o Salmo 32,2, que tem YHWH.

Portanto, no lugar de YHWH o Novo Testamento usa “Senhor” (Kurios). Considerando todas as passagens, a palavra grega “kurios” (Senhor) aparece 256 vezes no Novo Testamento.