Uma janela sobre o mundo bíblico

Qual é a versão correta da morte de Judas Iscariote, que em Mateus 27,5 diz que “se enforcou” , enquanto que Lucas em Atos relata que ele “se jogou de um barranco e se partiu ao meio” (Atos 1,18). Podem-se conciliar as narrativas, ou os críticos tem razão ao supor que a Bíblia tem contradições



  • Pergunta de Edmario , São Paulo / SP
  • 194944
  • 07/08/2012
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Judas | Judas | Mateus


Olá  Edmario de São Paulo / SP !

 A pergunta tem sua importância não só por que nos impele ao estudo e a pesquisa, mas também nos ajuda a entender a evolução do próprio escrito.

A pergunta inclui na pratica três respostas: a) qual versão é correta; b) pode se conciliar os dois textos; 3) os críticos teriam razão devido a estas contradições.

Penso incluir na resposta o esclarecimento e duvidas para as três perguntas.

Para analisar o texto deveríamos estudar a história da exegese do texto, pois desde a antiguidade os estudioso tentam dar a explicações, teríamos que passar pelo testemunho de Papias na antiguidade ou mesmo as harmonizações de Agostinho para os dois textos, ou os dicionários que descrevem o verbete “Judas”.

 

Judas se enforcou (Mateus 27,5) ou se jogou de um barranco e se partiu ao meio (Atos 1,18)?

 

Olhando os dois escritos vemos que existe uma diferença de tempo entre o que Mateus escreveu e o que Lucas nos Atos dos Apóstolos escreveu. Ambos escrevem para comunidades diferentes, Mateus escreve para Judeus de Jerusalém (Mateus aramaico 50 d. C e Mateus 60 d.C.) e numa distância pequena entre o acontecido e o escrito. Muitos dos que ouviam o evangelho de Mateus viveram aqueles fatos, presenciaram e participaram. Enquanto que Lucas, não foi discípulo de Jesus, acompanhou em particular a Paulo nas suas viagens e seus ouvintes. (evangelho de Lucas 70 (d.C.) não conheciam nem a Palestina, ou Jerusalém muito menos onde se localizava este campo Aceldama, chamado de “campo de sangue”.

Nota: Lucas não foi discípulo de Jesus. Ele nem chegou a conhecer Jesus, pois quando Lucas nasceu, Jesus já tinha morrido. Lucas era um médico grego e viveu na época do apóstolo Paulo.

Na compreensão dos fatos podemos dizer que o que Mateus descreve são os fatos reais do momento. Judas vendo que Jesus fora condenado se arrependeu e pegou as 30 moedas de prata e quis devolver aos sacerdotes, mas eles não receberam, então Judas atirou as moedas no templo e retirou-se para enforcar-se. Os chefes e sacerdotes compraram com este dinheiro “impróprio para o templo, dinheiro de sangue” um campo para sepultar os estrangeiros chamado “campo de sangue”, devido ao acontecido. (Conhecemos a rigidez da lei judaica para com os estrangeiros).

Atos dos Apóstolos escrito por Lucas aparece mais tarde simplesmente, não repete o fato, mas só narra as consequências em Atos 1,18 diz que:

“caindo de cabeça para baixo, arrebentou pelo meio e derramando-se todas as suas entranhas” (Atos 1,18) Bíblia de Jerusalém.

Portanto pode assim se entender: que Mateus trata do modo da tentativa de suicídio, e Atos dos Apóstolos por sua vez descreve o resultado. Lucas simplesmente narra o acontecimento depois do fato acontecido, o suicídio. Pelo visto, Judas atou uma corda ao galho duma árvore, e tentou enforcar-se por pular dum penhasco. (E uma explicação razoável e compreensível, a Aceldema localiza num penhasco rochoso, perto de Jerusalém ao lado da “Geena”, onde se levava toda a imundice da cidade e da limpeza dos animais para os sacrifícios). Parece que a corda ou o galho da árvore se rompeu, de modo que ele despencou de cabeça para baixo e se rebentou nas rochas embaixo. (Jerusalém por estar junto ao deserto da Judeia, e dos vários cercos que sofreu, praticamente não possuía árvores de porte, e a árvore escolhida por Judas, não aguentou e quebrou). A topografia em volta de Jerusalém torna esta conclusão razoável.

Outros autores entendem da mesma forma a passagem de Atos 1,18 como o resultado do acontecimento.

É possível que, “se precipitando de cabeça para baixo” fosse um termo médico para “inchação”. (ou também possível que o cadáver tenha inchado, arqueado a cabeça e pelo calor caído por terra arrebentando-se conforme Milligan em O Vocabulá rio do Testamento Grego, pg. 535-536). Para uma boa discussão das diferentes versões da morte de Judas (Mateus 27,5 x Atos 1,18) Hard Sayings of the Bible, pg. 511-512.

194944 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook