Uma janela sobre o mundo bíblico

Para onde Nabucodonosor levou os utensílios da casa de Deus?



  • Pergunta de Gisele, São Luis
  • 38056
  • 11/08/2012
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Nabucodonosor | Esdras |


Para onde Nabucodonosor levou os utensílios da casa de Deus? Pergunta enviada por Gisele (São Luís), em 08/08/2012.

 

Olá Gisele de São Luís / MA!

 

Encontramos a resposta para a pergunta nos livros do Antigo Testamento, que tratam da invasão de Nabucodonosor a Israel, seguindo com a deportação do Povo de Deus para a Babilônia. Assim os livros de II Crônicas, Esdras, e II Reis, Daniel tratam deste assunto. Encontramos algumas divergências no texto, mas a resposta encontrada é esta.

Penso que podemos começar a resposta reportando o II Crônicas 36, 7, que retrata melhor o acontecido. O texto de assim nos diz:

Depois que o Egito foi derrotado pelos babilônios em Carquemis (605 a. C.), Judá foi submetido ao poder babilônico.

 

“6 Contra ele subiu Nabucodonosor, rei de Babilônia, e o amarrou com cadeias a fim de o levar para Babilônia.

7 Também alguns dos vasos da casa do Senhor levou Nabucodonosor para Babilônia, e pô-los no seu templo em Babilônia.

10 Na primavera seguinte o rei Nabucodonosor mandou que o levassem para Babilônia, juntamente com os vasos preciosos da casa do Senhor; e constituiu a Zedequias, irmão de Joaquim, rei sobre Judá e Jerusalém.

18 E todos os vasos da casa de Deus, grandes e pequenos, os tesouros da casa do Senhor, e os tesouros do rei e dos seus príncipes, tudo levou para Babilônia.

19 Também queimaram a casa de Deus, derribaram os muros de Jerusalém, queimaram a fogo todos os seus palácios, e destruíram todos os seus vasos preciosos”. (II Crônicas 36,6-7.10.18-19.) Bíblia Almeida.

 

Contra Israel subiu Nabucodonosor, rei da Babilônia e conquistou toda Palestina, vivia ainda o seu pai, Nabopolassar, já velho e enfermo. Seu filho combateu o exército egípcio invasor do império. Nabucodonosor derrotou-os em Carquemis e reduziu todas as províncias do oeste do Eufrates, a obediência inclusive "o resto do reino de Joaquim, tornando-se vassalo do Império Assírio (2Rs 24,1). Mesmo assim Joaquim aliou-se ao rei do Egito, que planejava uma nova expedição contra Carquemis. Mas foram derrotado pelo rei da Babilônia, que retirou-lhe todos os seus bens entre o Eufrates e o Nilo “o Rei da babilônia havia conquistado, desde a torrente do Egito até o rio Eufrates, tudo o que pertencia ao rei do Egito” (2Rs 24,7). Depois marchou contra o aliado egípcios em Judá, conquista Jerusalém, levando uma porção de vasos sagrados do templo, talvez em vez de pagar o tributo, levou para Babilônia e depositou no templo de seu deus, Belus. (Dan 1,2 e 5,2). Observemos o texto de Daniel:

 

“2E o Senhor lhe entregou nas mãos a Jeoiaquim, rei de Judá, e uma parte dos vasos da casa de Deus; e ele os levou para a terra de Sinar, para a casa do seu deus; e os pôs na casa do tesouro do seu deus”.(Daniel 1, 2) Bíblia Almeida

 

 “1 O rei Belsazar deu um grande banquete a mil dos seus grandes, e bebeu vinho na presença dos mil.

2 Havendo Belsazar provado o vinho, mandou trazer os vasos de ouro e de prata que Nabucodonosor, seu pai, tinha tirado do templo que estava em Jerusalém, para que bebessem por eles o rei, e os seus grandes, as suas mulheres e concubinas.

3 Então trouxeram os vasos de ouro que foram tirados do templo da casa de Deus, que estava em Jerusalém, e beberam por eles o rei, os seus grandes, as suas mulheres e concubinas.

4 Beberam vinho, e deram louvores aos deuses de ouro, e de prata, de bronze, de ferro, de madeira, e de pedra” (Daniel 5,1-4) Bíblia Almeida.

 

Em um ataque Joaquim foi morto (ver em 2Rs 24,2-7; também Jer 22,18-19; 36,30).

Uma vez nomeado Rei Nabucodonosor, chegada a primavera empreendeu uma campanha contra Jerusalém, capturou a cidade, e mandou Joaquin em cadeias para Babilônia, eliminando os nobres e artesãos mais habilidosos, e pilhando os tesouros restantes tanto do templo e o palácio (ver em 2Rs 24,8-17). 2Cr 36:, 1-21.

O texto de 2Rs 24,13 assim diz:

 

“13Nabucodonosor levou todos os tesouros do Templo de Iahweh e os tesouros do Palácio real e quebrou todos os objetos de ouro que Salomão, rei de Israel, havia fabricado para o Templo de Iahweh, como Iahweh o havia anunciado”. (2Rs 24,13) Bíblia de Jerusalém.

 

Para completar a resposta o que o Livro de Esdras narra, ajuda a compreensão a respeito dos utensílios do Templo. O Rei Ciro além de permitir a reconstrução do Templo devolveu os vasos sagrados que estava na Babilônia , para que novamente fossem usados n nos serviços religiosos do templo.

O Livro de Esdras narra em seu Capitulo 1 o seguinte sobre a reconstrução do Templo:

 

“1 No primeiro ano de Ciro, rei da Pérsia (para que se cumprisse a palavra do SENHOR, pela boca de Jeremias), despertou o SENHOR o espírito de Ciro, rei da Pérsia, o qual fez passar pregão por todo o seu reino, como também por escrito, dizendo:

2 Assim diz Ciro, rei da Pérsia: O SENHOR Deus dos céus me deu todos os reinos da terra, e me encarregou de lhe edificar uma casa em Jerusalém, que está em Judá.

3 Quem há entre vós, de todo o seu povo, seja seu Deus com ele, e suba a Jerusalém, que está em Judá, e edifique a casa do SENHOR Deus de Israel (ele é o Deus) que está em Jerusalém.

4 E todo aquele que ficar atrás em algum lugar em que andar peregrinando, os homens do seu lugar o ajudarão com prata, com ouro, com bens, e com gados, além das dádivas voluntárias para a casa de Deus, que está em Jerusalém.

5 Então se levantaram os chefes dos pais de Judá e Benjamim, e os sacerdotes e os levitas, com todos aqueles cujo espírito Deus despertou, para subirem a edificar a casa do SENHOR, que está em Jerusalém.

6 E todos os que habitavam nos arredores lhes firmaram as mãos com vasos de prata, com ouro, com bens e com gado, e com coisas preciosas; além de tudo o que voluntariamente se deu.

7 Também o rei Ciro tirou os utensílios da casa do SENHOR, que Nabucodonosor tinha trazido de Jerusalém, e que tinha posto na casa de seus deuses.

  Estes tirou Ciro, rei da Pérsia, pela mão de Mitredate, o tesoureiro, que os entregou contados a Sesbazar, príncipe de Judá.

9 E este é o número deles: trinta travessas de ouro, mil travessas de prata, vinte e nove facas,

10 Trinta bacias de ouro, mais outras quatrocentas e dez bacias de prata, e mil outros utensílios.

11 Todos os utensílios de ouro e de prata foram cinco mil e quatrocentos; todos estes levou Sesbazar, quando os do cativeiro subiram de Babilónia para Jerusalém”(Esdras 1, 1-11) Biblia Almeida.

 

Um outro texto biblico que fala sobre a reconstrução do templo e o retorno dos utensílios sagrados encontramos em Esdras 5,13:

 

“13 Porém, no primeiro ano de Ciro, rei de Babilônia, o rei Ciro baixou decreto para que esta casa de Deus fosse reedificada.

14 E até os utensílios de ouro e de prata da casa de Deus, que Nabucodonosor tinha tomado do templo que estava em Jerusalém e levado para o templo de Babilônia, o rei Siro os tirou do templo de Babilônia, e eles foram entregues a um homem cujo nome era Sesbazar, a quem ele tinha constituído governador;

15 e disse-lhe: Toma estes utensílios, vai, e leva-os para o templo que está em Jerusalém, e reedifique-se a casa de Deus no seu lugar.

16 Então veio o dito Sesbazar, e lançou os fundamentos da casa de Deus, que está em Jerusalém; de então para cá ela vem sendo edificada, não estando ainda concluída.

17 Agora, pois, se parece bem ao rei, busque-se nos arquivos reais, ali em Babilônia, para ver se é verdade haver um decreto do rei Ciro para se reedificar esta casa de Deus em Jerusalém, e sobre isto nos faça o rei saber a sua vontade”. (Esdras 5,13-17) Biblia Almeida.

 

O capitulo 6 de Esdras novamente reafirma a reconstruçãodo Templo em Jerusalém, e a devolução dos utensílios do Templo. Vamos conferir o capítulo 6 de Esdras:

 “1 Então o rei Dario o decretou, e foi feita uma busca nos arquivos onde se guardavam os tesouros em Babilônia.

2 E em Ecbatana, a capital, que está na província da Média, se achou um rolo, e nele estava escrito um memorial, que dizia assim:

3 No primeiro ano do rei Ciro, o rei Ciro baixou um decreto com respeito à casa de Deus em Jerusalém: Seja edificada a casa, o lugar em que se oferecem sacrifícios, e sejam os seus fundamentos bem firmes; a sua altura será de sessenta côvados, e a sua largura de sessenta côvados,

4 com três carreiras de grandes pedras, e uma carreira de madeira nova; e a despesa se fará do tesouro do rei.

5 Além disso sejam restituídos os utensílios de ouro e de prata da casa de Deus, que Nabucodonosor tirou do templo em Jerusalém e levou para Babilônia, e que se tornem a levar para o templo em Jerusalém, cada um para o seu lugar, e tu os porás na casa de Deus”. (Esdras 6,1-6) Bíblia Almeida.

38056 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook