Uma janela sobre o mundo bíblico

Gostaria de saber porque aparecem tantas citações em aramaico no Evangelho de Marcos? Seria Marcos um tradutor de Pedro?



  • Pergunta de Pedro Claudio Rosa, Iporá / GO
  • 5325
  • 08/09/2012
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Aramaico | Marcos | Marcos


Olá Pedro Claúdio Rosa de Ipora / GO!

 A primeira vista parece apenas uma pergunta, mas nela aparecem outras questões relacionadas: O evangelho de Marcos tem como fonte frases vindas do aramaico e a de sua ligação com Pedro, o evangelho de Marcos seria a catequese escrita de Pedro. Por ter sido escrito em Roma encontramos no texto algumas palavras de origem latina.

O material existente para servir de fonte para a resposta é extensa envolvendo muitos debates. Não é o objetivo trazer uma resposta longa ou abordar muito conteúdo. Colocarei a problemática existente em forma rápida, mas que possa dar uma resposta satisfatória. O estudo depois disto poderá continuar.

 

O motivo principal que responde ao grande número de expressões e palavras aramaicas no texto do evangelho de Marcos é que o autor do livro é de procedência judaica, conclue-se assim que se trata de pessoa que, embora falando e escrevendo o grego, (língua comercial da época, porque o latim era apenas linguagem oficial do Império Romano) possuía como língua de berço o aramaico, idioma que lhe marcaria o modo natural das expressões encontradas no texto, caracterizando no vocabulário empregado o seu modo particular de pensar, impregnando também o texto com seu estilo próprio. Daí pode-se afirmar, com propriedade, o evangelho de Marcos no Novo Testamento é um livro cuja alma é hebraica (a escrita aramaica, pois o hebreu era a língua empregada na expressão religiosa, e não era falada por respeito), ao mesmo tempo em que tem o corpo helênico, (o helenismo exercia uma influência preponderante embora já o império romano dominava politicamente) ou melhor, um livro em que o corpo semita se exibe em vestimenta grega.

 

A origem escrita aramaica do Evangelho de Marco.

 

No Evangelho de Marcos não há formas de evitar a base semita no léxico, no conteúdo empregado das frases formuladas, nas formas de expressão próprias da cultura semítica e nos modismos linguísticos da época. Isto tudo levantou a hipótese de um original aramaico ou pelo menos da existência de fontes aramaicas que foram consultadas e utilizadas. A influência aramaica no grego de Marcos, encontradas nas sentenças proferidas por Jesus, chama a atenção para uma coleção aramaica de ditos de Jesus, coleção essa que foi utilizada por Marcos na redação do evangelho.

Muitos falam da influência de Pedro na linguagem de Marcos; existindo a hipótese de Marcos ter sido tradutor ou mesmo intérprete de Pedro (testemunha ocular da vida e ministério de Jesus Cristo). Marcos teria escrito um livro das memórias de Pedro que posteriormente foi à base para o Evangelho.

Assim apesar de todas estas controvérsias o grego escrito de Marcos no Evangelho possui um sabor semita inconfundível.

 

Palavras aramaicas que aparecem no Evangelho de Marcos

 

O Evangelho de Marcos escrito em grego, deixa transparescer aqui e ali, através de palavras transcritas e não traduzidas, o seu genuíno fundo palestinese. É o caso dos numerosos nomes próprios, seja de pessoas ou de lugares, que são facilmente reconduzidos ao texto original aramaico. Por exemplo:

 

Corban (κορβαν) em (Marcos 7,11)

 

Talitha qum (ταλιθα κουμ) que significa “criança levanta-te” em Marcos 5,41. (há palavras e frases em aramaico que são explicadas pelo autor, como neste episódio da Filha de Jairo).

 

Abbà (αββα): que significa “papai. pai” (Marcos 14,36) ainda hoje em uso corrente em Israel no hebraico moderno.

 

Barrabás: Em Marcos 15,1-15. Nome de pessoa com raiz aramaica, composta de duas palavras bar, que significa filho, com o acréscimo do nome de seu Pai.

 

Cafarnaum: Nome da palavra vila = Kefar de raiz aramaica, com o acréscimo do nome Nahhum. Em Marcos 1,21.

 

Gòlgota e Gabbatà: aparecem em Marcos 15,22, recordados nos fatos da paixão, são também originários de duas palavras com o senso de “lugar do crânio” e “lugar elevado”.

 

Outras formas muito interessantes são algumas palavras que os evangelistas colocam na boca de Jesus. Por exemplo:

 

Éffeta: forma imperativa do verbo aramaico “patàh” com significado de abrir .

 

Eloì Eloì lemà sabachthàni que significa “Deus meu, Deus meu, por que me abandonaste?” (Marcos 15,34). Esta é a frase em aramaico mais comprida em Marcos e muitos a interpretam como uma oração de Jesus. Estas palavras estão no salmo 22 citadas por Jesus em aramaico e transcritas fielmente por Marcos em grego. Isto comprova que o evangelista queria transmitir por escrito palavras ditas por Jesus, palavras estas que os primeiros cristãos (que falavam o aramaico, pois eram judeus) tinham guardado na memória.

 

Estas palavras acima citadas podem ser atribuidas como palavras ditas pelo próprio Jesus. Uma análise detalhada e uma comporação com os dialéticos aramaicos contemporâneos a Jesus o confirmam este fato.

 

Estes estudos derrubam a hipotese que Jesus em seu anuncio tenha falado grego ou mesmo latim. Jesus utilizou a lingua que o povo falava em seu dia a dia. Sua mensagem era comporeensiva e as pessoas passvam a simpatizar com sua doutrina.

5325 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook