Uma janela sobre o mundo bíblico

Por que Jeosafá se disfarçou de soldado e qual interesse na terra de Ramote de Gileade? E por que Deus permitiu que o espírito mentiroso falasse pela boca dos profetas?



  • Pergunta de andre sa , sao paulo
  • 15095
  • 24/07/2008
Luiz da Rosa

Andre, a história que você menciona se encontra em 1Reis 22 e narra uma guerra conjunta de Israel e Judá contra os arameus. Como sabemos, o reino dos hebreus foi dividido, após a morte de Salomão, ficando uma região com Jeroboão e a outra com Roboão. O reino de Israel, também chamado “Reino do Norte”, tinha Samaria como capital, enquanto que Jerusalém era a capital do Reino de Judá. Na Bíblia, depois da divisão, sobretudo através das vozes dos profetas, existe muita experança na união dos dois reinos. Na verdade isso nunca acontecerá. O Reino do Norte é conquistado em 721 (2Reis 17) por Sargon, rei da Assíria. Quase 200 anos depois, em 587, também Jerusalém é definitivamente derrotada pela Babilônia e seus habitantes levados em exílio. Mais tarde o reino será restaurado, mas nunca será igual ao tempo de Salomão.

A história de 1Reis 22 é um dos raros momentos de ‘amizade’ entre os dois reinos. Essa paz se deu por motivos familiares. 2Reis 8,18 diz que Joram, filho de Josafá (Almeida traz Jeosafá), rei de Judá, tinha-se casado com Atalia, irmã de Acab, rei de Israel.

Em relação à Ramot Galaad (Almeida traz “Ramote de Gileade”), foi uma localidade conquistada pelos arameus. Houve um acordo entre arameus e hebreus, narrado em 1Reis 20,26 seguintes. Nesse acordo, conseqüência da vitória de Israel contra o arameu Ben-Adad, era previsto que todas as cidades conquistadas pelos arameus fossem devolvidas a Israel (1Reis 20,34). Parece que Ramot Gallad não foi devolvida. É por isso que Acab planeja uma guerra contra os arameus para conquistá-la e convida Josafá para ajudá-lo nesta batalha. Provavelmente o disfarce é simplesmente uma tática de guerra. Nesse texto (1Reis 22,30), referente ao disfarce, há um problema de crítica textual. Provavelmente quem se disfarça de soldado é Acab e não Josafá.

Quanto à guerra contra os arameus, há uma discussão entre os profetas. E isto tem a ver com a segunda parte da sua pergunta. Havia um grupo de profetas, amigos do rei Acab, que profetizavam a vitória contra os arameus. Esses são considerados, pelo texto bíblico, como falsos profetas, nos quais existe o “espírito mentiroso”. Há, contudo, um verdadeiro profeta, Miquéias, que não é o profeta Miquéias, cujas profecias são conservadas num dos livros proféticos, mas outro personagem. Esse profeta diz a verdade e por isso não é bem quisto pelo rei Acab. Ele prediz a derrota de Acab. De fato Acab morre em batalha. Portanto o “espírito mentiroso” está presente somente na boca dos falsos profetas. Os profetas de YHWH dizem sempre a verdade, pois falam em nome do Senhor.

15095 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook