Uma janela sobre o mundo bíblico

Quantos foram e quantos retornaram do Egito?



  • Pergunta de Elton, Guarapuava
  • 8307
  • 11/04/2016
Luiz da Rosa

Leia mais sobre História de Israel | Êxodo


A história da vida dos hebreus no Egito tem uma única fonte, a Bíblia. No texto sagrado encontramos alguns números, porém precisa prestar atenção por que na Bíblia, muitas vezes, o uso dos números segue uma lógica diferente da realidade e freqüentemente é marcado pelo simbolismo.

A partir de Gênesis 37 é contada a história de José, filho de Jacó, que é vendido pelos irmãos ciumentos a comerciantes ismaelitas que íam para o Egito. José foi comprado como escravo por Putifar, eunuco do Faraó. Então José ganha fama, interpretando sonhos dos oficiais do Faraó e do próprio faraó. Enquanto isso, Israel estava vivendo um período de carestia, o que levou os filhos de Jacó a irem até ao Egito atrás de comida. Então acontece a saga que conhecemos, contada em Gênesis 42 – 45, de como José reconhece e perdoa os irmãos. Finalmente toda a família de Jacó vai para o Egito. Enquanto vai para o Egito, Deus diz a Jacó: “Não tenhas medo de descer ao Egito, porque lá eu farei de ti uma grande nação” (Gênesis 46,3). A Bíblia conta que a família de Jacó foi completa para o Egito, sublinhando que o número toral era de 70 pessoas (Gênesis 46,27) – Em Atos dos Apóstolos 7,14, Estêvão, no seu discurso, lembra que a família de Jacó, que foi para o Egito era de 75 pessoas.

Em seguida, depois da morte de Jacó e dos filhos, os israelitas cresceram como povo, como lembra Êxodo 1,7:

Os israelitas foram fecundos e se multiplicaram; tornaram-se cada vez mais numerosos e poderosos, a tal ponto que o país ficou repleto deles.

Em seguida o texto bíblico começa a narrar a história de Moisés, que é o escolhido para libertar o povo de Israel do Egito, onde tinha se tornado um povo de escravos. Em Êxodo 14, quando se narra a saída do Egito, é dito:

Os israelitas partiram de Ramsés em direção a Sucot, cerca de seicentos mil homens a pé – somente os homens, sem contar suas famílias.

Com certeza esse número é muito exagerado. Alguns exegetas hipotizam que esse total possa ser o resultado dum censo realizado na época do autor desse texto e revela o número de israelitas existentes quando o texto foi escrito.

8307 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook