Uma janela sobre o mundo bíblico

Na Bíblia Mateus e Levi são a mesma pessoa?



  • Pergunta de Josy, Fortaleza / CE
  • 57218
  • 14/02/2013
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Mateus |


Olá Josy de Fortaleza. Uma resposta curta e simples: é que são as mesmas pessoas.

O nome Mateus tem o seu significado original vindo do (Hebraico: מתיה, Mattạyāh ou מתי, Mattạy; na lingua Grega: Ματθαίος, Matthaios;e no Latim: Matthæus; "Dom de YHVH"), é um dos Doze Apóstolos chamados por Jesus. No Novo Testamento é conhecido pelo primeiro evangelho que tras seu nome. O evangelho foi originalmente escrito em hebraico, servindo aos hebreus de Jerusalém convertidos para o cristianismo, mas foi traduzido para o grego cerca de 64 dC, presumivelmente, quando os apóstolos estavam sendo perseguidos e tiveram que fugir da região da Palestina para o deserto.

Mateus era natural de Caná da Galiléia, o local do festa de casamento em que Jesus realizou seu primeiro milagre de mudar a água em vinho. Ele era filho de Alfeu, e foi chamado para ser apóstolo enquanto sentado no lugar cobradores de impostos em Cafarnaum. Antes de sua conversão, ele era um publicano, isto é, um cobrador de impostos por profissão. Os evangelistas Marcos e Lucas o identificam com o nome de Levi, por este motivo muitas vezes existe confusão.

Sua atividade apostólica foi inicialmente restrita às comunidades de Israel Jerusalém na Judéia e depois Samaria. Há uma tradição que aponta para Etiópia como seu campo de trabalho.

Era também chamado Levi uma troca de nome muito comum que significa a nova missão, como aconteceu com Pedro e posteriormente com o apostolo Paulo, cujo nome hebraico era Saulo.

No Evangelho segundo Marcos assim ele descreve a vocação e chamado de Mateus: E tornou a sair para a beira-mar, e toda a multidão ia até ele; e ele os ensinava. Ao passar, viu Levi, o filho de Alfeu, sentado na coletoria, e disse-lhe: “segue-me”. Ele se levantou e o seguiu (Marcos 2,13-14). O seu nome aparece nas 3 listas dos apóstolos que temos (Mateus 10,3; Marcos 3,18 e Lucas 6,15). Além disso, ele também é mencionado em Atos 1,13 como membro da comunidade que continuou perseverante após a morte de Cristo.

Mateus era um publicano, cobrador de impostos para os Romanos
O Império Romano dispunha pessoas nativas de cada lugar encarregadas de recolher as taxas de impostos que o povo devia pagar ao Imperador. Essas pessoas, eram odiadas pela população por este serviço prestado aos romanos, não eram bem-vistos. Muitas vezes eram exploradores, desviavam o dinheiro e cometiam injustiças aos próprios conterrâneos. Para agravar a situação ligada ao primeiro mandamento os Judeus eram proibidos por lei divina de tocarem as moedas do Império Romano, pois traziam a esfinge do imperador. Por consequência, os cobradores de impostos, que as manuseavam com frequência, eram considerados pecadores públicos, impuros e mal vistos.

Os estudiosos colocam como lugar de sua morte a Etiópia em que Mateus teria ido evangelizar. Mais tarde os italianos transportaram seu corpo para Salerno, na Itália, sendo na atualidade ali venerado.

57218 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook