Uma janela sobre o mundo bíblico

Gostaria de saber do tanque de Betesda a qual havia um paralítico há 38 anos e foi curado ele já nasceu paralítico ou depois de uma certa idade ele ficou em uma cama?



  • Pergunta de Pollyana, Curitiba / PR
  • 28028
  • 23/02/2013
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Betesda


Olá Pollyana de Curitiba!

Tua pergunta tem tudo a ver com a narrativa dos milagres no Novo Testamento. A narrativa dos milagres segue um esquema literário fixo, o qual podemos com facilidade identificar. Desde a apresentação do problema, a ambientação, os personagens, a forma de cura utilizada por Jesus, a reação dos expectadores e a conclusão.

Quanto aos anos e ao tempo, este elemento sempre aparece na narrativa de milagres, são elementos adicionais para dar importância ao poder de Jesus em curar.

O “texto nos fala que o paralitico estava já 38 anos procurando cura”, mas que ninguém podia ajudá-lo a levá-lo até as águas.

Pode se pensar que este paralítico tenha adquirido esta paralisia durante a vida, não seria de nascimento, As narrativas dos milagres de Jesus sempre enfatizam a questão dos números e anos. Isto para dar importância do fato, do milagre. Portanto não seria importante a quantidade de anos, no caso 38 anos nesta narrativa, mas o fato da ação de Jesus curando, com o agravante que é dia de sábado e no Judaísmo não é permito fazer qualquer tipo de trabalho, mesmo curando uma pessoa que estivesse sofrendo há 38 anos.

Jesus neste milagre denuncia o sistema do Império Romano que não atende os doentes, eles estão jogados a sorte, ao redor dos templos e aqui no caso da piscina de Betesda.

Denuncia a Religião Judaica que proíbe dar vida, curar, em um dia de sábado. Jesus com este milagre quer dizer-nos que a pessoa é mais importante.

Olhando os comentários e interpretações desta passagem eles nos falam que o número 38, é um dos elementos que constituem os relatos de milagres de cura (veja. Lc 13,11). Podemos dizer que João relaciona esta cura com o perdão dos pecados, o número 38 lembra o tempo necessário do Povo de Deus peregrinar no deserto em busca de uma purificação (40 anos). Neste episódio do deserto lembra que o povo de Deus se afastou Dele. Tanto o Paralítico, como o povo de Deus no deserto precisam da intervenção divina, isto é da cura, para iniciar uma vida com Deus

Concluindo
A questão dos anos 38 de espera, não é o mais importante da narrativa, Jesus cura alguém que nem o sistema romano atendia muito menos o Judaísmo. Jesus devolve para o paralítico a cura física e espiritual. O número 38 é para dar ênfase e importância à ação de cura de Jesus, sem a preocupação em dizer se era de nascença ou não.

Outros casos: Na ressurreição de Lázaro (Jo 11), o texto diz já faz 3 dias que foi sepultado, esta cheirando mal. Em outras palavras está morto mesmo.

Na cura da mulher encurvada (Lc 13,11) “E eis que havia lá uma mulher, possuída há dezoito anos por um espírito que a tornava enferma. Os dezoito anos quer mostrar que a maneira que a mulher vivia era desumana. E que Jesus tem poder para livra-lá desta forma de escravidão.

Consulta: Niccacci, Alviero e Battaglia, O evangelho da verdade, segundo João, Vozes,1980, pág.58

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Piscina de Betesda na atualidade 2012

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Piscina de Betesda, modelo do Israel Museu em Jerusalém.

28028 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook