Uma janela sobre o mundo bíblico

O que quer dizer seio de Abraão? Quando morremos?



  • Pergunta de Klenia Martins, São Gonçalo / RJ
  • 145802
  • 30/03/2013
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Abraão |


Olá Klenia Martins de São Gonçalo / RJ!

 

Passagem Bíblica que sempre nos intriga é esta do “seio de Abraão”. Mas a compreensão não é tão difícil como se possa imaginar.

Entendemos “Seio de Abraão” como o nome que os hebreus davam ao lugar para onde iam os justos e tementes a Deus depois de sua morte. Existia essa crença entre os hebreus que as pessoas que na sua vida seguiram os ensinamentos de Deus, consideradas boas pessoas eram recolhidas, logo após o falecimento, para estarem na convivência com Deus e dos patriarcas, (personagens importantes na história do povo de Deus). Desta forma era inaugurada a fase definitiva da História da Salvação (conforme o evangelista Lucas 16,22-23).

 

16, 22 Veio a morrer o mendigo, e foi levado pelos anjos para o seio de Abraão; morreu também o rico, e foi sepultado. 23 No inferno, ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe a Abraão, e a Lázaro no seu seio. Lucas 16,22,23) Bíblia Almeida.

 

Portanto, o Seio de Abraão é o lugar para onde se reúnem as almas dos justos, considerados salvos, porque levaram uma vida segundo os ensinamentos de Deus para aguardarem a volta de Cristo. No final dos tempos, os vivos receberão corpos transformados e os mortos em Cristo (os que estão no seio de Abraão) receberão corpos incorruptíveis. O seio de Abraão, também chamado de Seio do Pai, é um lugar celestial, paradisíaco, localizado numa das camadas do Céu (João 1,18). Portanto, o Seio de Abraão é igual ao regaço do Pai: um lugar de repouso celestial, e um local de descanso das lidas desta vida (Isaías 40,10-11).

Nota: Conforme a Biblia de Jerusalém edição 1982, seio e Abraão é uma antiga expressão hebraica semelhante à locução bíblica “reunir-se a seus pais”, isto é aos partiarcas (Dt 31,16) pág. 1366, nota "c".

 

 

 

 Abraão e os três Anjos as portas do purgatório, gravura de Gustave Doré (1832-1883) segundo a concepção de Dante Alighieri relatada em Divina comédia publicada em 1321.

 

 A realidade pós morte

 

Ao morrer o temente a Deus se dirigirá ao Seio de Abraão, que é uma espécie de ante-sala do Céu, para aguardar o desfecho final, a espera da primeira ressurreição (Salmo 110,3). É um momento de especial conforto e bem estar, daqueles que já tem a certeza da participação da glória futura. E do agrado de Jesus estas almas que se encontram no Seio de Abraão, pois foram pessoas que Lhe serviram e que Lhe foram fiéis.

145802 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook