Uma janela sobre o mundo bíblico

Quando os 3 anjos se encontraram com Abraão, na ida para Sodoma e Gomorra, a Bíblia relata que apenas dois se encontram com Ló e que Abraão ficou negociando com Dus para poder salvar a cidades de Sodoma e Gomorra. Pergunta: O terceiro anjo que ficou com Abraão seria DEUS em figura de anjo? E quantas vezes Deus esteve na terra?



  • Pergunta de Aparecido Donizete da Silva, Votuporanga SP
  • 31831
  • 13/04/2009
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Anjos | Abraão |


Aparecido, o contexto da história que você menciona é a vida de Abraão e a sua preocupação com o sobrinho Ló, que vive em Sodoma, terra onde os habitantes pecavam contra Deus. Por causa do comportamento de seus habitantes, Deus decide destruir a cidade. Exatemente em Gênesis 18 se conta o encontro de Abraão com os Anjos/Homens. Gênesis 18,1 diz literalmente: Iahweh lhe apareceu no Carvalho de Mambré, quando ele estava sentado na entrada da tenda, no maior calor do dia. Em seguida começa a contar detalhadamente o encontro de Abraão com os três homens. No primeiro momento Abraão só reconhece nos visitantes hóspedes humanos e lhes oferece hospitalidade. O carácter divino destes personagens só se manifesta à medida que o relato prossegue. De fato, mais tarde, Abraão fala com o “Senhor”. Portanto é evidente que se trata de Deus, embora o texto pareça muito elaborado e fruto de diversas redações, cujo resultado final é obra do redator Javista. Provavelmente a forma primária do texto falava de 3 anjos, que representam Deus, do qual seriam os enviados, que falam e agem em seu nome. De qualquer forma, atualmente Yahweh é um dos três que aparecem na narração. De fato, dois deles vão até Sodoma e Gênesis 19,1 os chama de “anjos”.

Nesses três homens, aos quais Abraão se dirige no singular, muitos teólogos cristãos, no passado, viram o anúncio do mistério da Trindade, cuja revelação aparece somente no Novo Testamento.

A sua pergunta sobre “quantas vezes o próprio Deus esteve na terra” é muito direta e quase incômoda. Uma teologia cristã radical diria que é com Cristo Deus se encarna, vem à terra, tornando-se criatura humana. Contudo, na verdade, Deus se revela constantantemente, já desde o Antigo Testamento, aos homens. Para a mentalidade do Antigo Testamento, a distância entre Deus e a ser humano é muito grande, tanto que é impossível para o ser humano ver a face divina; morreria! É por isso que em todas as ocasiões em que Deus aparece, ou existia uma teofania, uma manifestação divina, a pessoa precisa cobrir a face. O contato entre Deus e a pessoa não é nunca direta, no Antigo Testamento. Deus se serve, por isso, de mensageiros, sejam anjos ou profetas. É normal escutar os profetas que dizem: “Assim diz Yahweh...” Na mentalidade deles, quando o profeta falava, era o Deus mesmo que se comunicava.

O anjo é o meio por excelência através do qual Yahweh se comunica com os personagens bíblicos. Os exemplos são inúmeros: Moisés (Êxodo 3, 1-33), o povo no deserto (Êxodo 32,34;33,2), Davi (1Crônicas 21,16), Elias (1Reis 19, 4-8), Isaías (Isaías 6,1-4), aos jovens no livro de Daniel (Daniel 3) e ao próprio Daniel (Daniel 6), Tobias (Tobias 12,15). No Novo testamento o arcangelo Gabriel aparece a Zacarias (Lucas 1, 8-22) e a Maria (Lucas 1, 26-28) e também aos pastores, depois do nascimento de Cristo. Um anjo aparece também a José (Mateus 1, 18-24) e até mesmo a Jesus (Lucas 22, 43) e finalmente às mulheres, depois da ressurreição (Mateus 28, 1-6). Além disso, é dito que eles levam até Deus as nossas orações (Tobias 12,12; Apocalipse 5,8; 8,3).

É difícil dizer “quantas vezes o proprio DEUS esteve na terra”. Teologicamente, poderíamos dizer que Ele está presente sempre. Humanamente, é verdade que poucas vezes somos capazes de dar-nos conta da sua presença.

31831 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook