Uma janela sobre o mundo bíblico

João recebeu visita na ilha de Patmos?



  • Pergunta de Exodo , Cabo Frio / RJ
  • 6448
  • 28/04/2013
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Êxodo |


Olá Exodo do Cabo Frio / RJ!

 Na visão preparatória de seu escrito João recebe uma visita muito importante, o texto bíblico do Apocalipse nos descreve:

1, 9 Eu, João, irmão vosso e companheiro convosco na aflição, no reino, e na perseverança em Jesus, estava na ilha chamada Patmos por causa da palavra de Deus e do testemunho de Jesus. 10 Eu fui arrebatado em espírito no dia do Senhor, e ouvi por detrás de mim uma grande voz, como de trombeta, 11 que dizia: O que vês, escreve-o num livro, e envia-o às sete igrejas: a Éfeso, a Esmirna, a Pérgamo, a Tiatira, a Sardes, a Filadélfia e a Laodicéia. 12 E voltei-me para ver quem falava comigo. E, ao voltar-me, vi sete candeeiros de ouro, 13 e no meio dos candeeiros um semelhante a filho de homem, vestido de uma roupa talar, e cingido à altura do peito com um cinto de ouro; 14 e a sua cabeça e cabelos eram brancos como lã branca, como a neve; e os seus olhos como chama de fogo; 15 e os seus pés, semelhantes a latão reluzente que fora refinado numa fornalha; e a sua voz como a voz de muitas águas. 16 Tinha ele na sua destra sete estrelas; e da sua boca saía uma aguda espada de dois gumes; e o seu rosto era como o sol, quando resplandece na sua força. 17 Quando o vi, caí a seus pés como morto; e ele pôs sobre mim a sua destra, dizendo: Não temas; eu sou o primeiro e o último. 18 Eu sou o que vivo; fui morto, mas eis aqui estou vivo para todo o sempre! e tenho as chaves da morte e do inferno. 19 Escreve, pois, as coisas que tens visto, e as que são, e as que depois destas hão de suceder. 20 Eis o mistério das sete estrelas, que viste na minha destra, e dos sete candeeiros de ouro: as estrelas são os anjos das sete igrejas, e os sete candeeiros são as sete igrejas.”(Ap 1,9-20) Bíblia Almeida.

 

Do texto acima brota a pergunta: João esta falando de que pessoa, quem é este visitante? Certamente aqui está falando de Jesus Cristo pelos adjetivos que vão sendo descritos e expressos através do simbolismo bíblico que aparecem no Apocalipse. Se ousássemos fazer uma pergunta, quem é Jesus Cristo, poderíamos dizer que é o filho de Deus, o Messias, Juiz Senhor da história, Sacerdote, presente na vida das comunidades, ele está ressuscitado e vivo para sempre.

A descrição que João faz da visita recebida não é diferente desta feita acima: ele usa simbolismos presente na mentalidade popular utilizando o conhecimento que possui da Bíblia. A linguagem especial que João utiliza parece ser melhor entendida se expressa através do significado de cada palavra, que somente é entendida através da linguagem simbólica.

O texto que descreve a personagem que visita João na ilha de Patmos se apresenta com as seguintes formas :

- Sete candelabros de ouro – que seriam as sete Igrejas, luz para as nações.

- Alguém semelhante ao filho do Homem- este é o próprio Jesus. Jesus é o centro da vida das comunidades.

- Túnica estendida até os pés – exemplo do sacerdócio de Jesus Cristo.

- cinto de ouro – símbolo da realeza de Jesus Cristo

Cabelos brancos – lembra a eternidade que não tem fim.

Face de sol – mostra o fulgor do ressuscitado.

A narrativa segue descrevendo a pessoa de Jesus Cristo através de simbolismos.

Jesus é aquele que venceu a morte;

Não temas; eu sou o primeiro e o último. 18 Eu sou o que vivo; fui morto, mas eis aqui estou vivo para todo o sempre!” (Ap 1,17-18) Bíblia Almeida

A Sua voz faz calar os opressores das comunidades. Os cristãos não tem mais motivo para temer. A partir deste momento João se sente a vontade, pois reconhece a legitimidade das comunidades. Jesus Cristo é para as Comunidades a base segura. Nada poderá derruba-las. João após este encontro com Jesus assume a missão de conscientizar as comunidades. Convoca-as para a resistência, a lutarem e terem os olhos fixos no Senhor da história.

 

Fonte:

Richard, Pablo, Apocalipse, reconstrução da Esperança, Vozes Petrópolis, 1996

Corsini, Eugênio, O apocalipse de São João, Paulinas SãoPaulo, 1981

6448 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook