Uma janela sobre o mundo bíblico

Gostaria de saber qual a idade da maioridade na Palestina e em Israel no tempo de Jesus?



  • Pergunta de Alexandre Duarte de Lima, Vassouras / RJ
  • 19635
  • 02/07/2013
Odalberto Domingos Casonatto

Alexandre Duarte de Vassouras / RJ!

Para facilitar os nomes Palestina e Israel no tempo de Jesus, usaremos somente “A Palestina do tempo de Jesus” tornará mais fácil a compreensão.

Quanto uma criança (menino) atinge sua maioridade?

Uma criança começa a ser considerada de maior, a partir dos 12 anos de idade. Até aos 12 anos uma criança não pode tomar decisão. Nenhuma decisão pode ser tomada por sua própria conta e risco. A chegada da maioridade é diferente para o menino e a menina. Para o menino existe uma cerimônia religiosa que é chamada “Bar-mitzvá” (filho do mandamento), realizada na sinagoga, que determina a maioridade do menino. A partir deste momento ele deverá observar a lei, que já tem condições de ler na sinagoga.

O menino agora adulto é convidado a iniciar-se na vida de trabalho. Segundo lei judaica o menino: “Deve em primeiro lugar construir sua casa, depois plantar uma vinha, depois casar-se”. Na ocasião do casamento já deverá ter acumulado recursos para que possa abrigar e alimentar corretamente sua mulher e filhos.

A idade ideal para o casamento judaico é entre 16 anos de idade até os 22 anos, o melhor seria aos 18 anos. Na lei judaica esta escrito “O Santo – que ele seja bendito – está atento a que o homem se case ao mais tardar aos 20 anos e o amaldiçoa se não o fez até esta data”.

A maioridade da menina no judaísmo.

A menina até aos 12 anos de idade é considerada uma adolescente sob os cuidados do Pai, que tem o dever de encontrar para ela um noivo. Nesta data ela se torna maior e poderá aceitar ou não os projetos que o Pai tem para com ela. Na adolescência da menina o Pai tem segundo o direto a decisão sobre a menina. Poderá inclusive decidir contra a vontade da menina. Entretanto se o Pai prometeu a menina para alguém antes dos 12 anos de idade, quando a menina atingir esta idade e contrair matrimonio, se tornará livre. “Considero-me livre como vendida em escravidão e portanto me liberto hoje”. E torna-se livre. Poderíamos trazer a tona o noivado e casamento judaico, mas poderá ser matéria para outra pergunta.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                          

 

 

Cerimônia da BAR MITZVA.

 

 

Fonte:

JEREMIAS, Joachim, Jerusalém no tempo de Jesus, pesquisa de história econômica social no período neotestamentário, Nova Coleção Bíblica, vol. 16, Paulinas, São Paulo, 1983,

SAULNIER, Christiane, ROLLAND, Bernard, A palestina no tempo de Jesus, cadernos Bíblicos 27, tradução de José Raimundo Vidigal, 2ª. edição, Paulinas, São Paulo, 1986, pag. 66ss.

19635 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook