Uma janela sobre o mundo bíblico

O Novo Testamento anula o Antigo Testamento?



  • Pergunta de Allyne Simara, Santo Antonio RN
  • 15731
  • 24/07/2013
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Antigo Testamento |


A sua pergunta comprende um tema fundamental da interpretação da Palavra de Deus: a revelação. Nós conhecemos Deus através de suas obras e através da Sagrada Escritura. Através dela Ele nos mostra como é o caminho para chegar até a comunhão divina e o ápice dessa revelação se encontra em Cristo, que é contado no Novo Testamento.

Por causa do ensinamento completo em Cristo, muitos se perguntam: pra que perder tempo com as histórias complicadas e difíceis de explicar do Antigo Testamento se tudo o que precisamos saber é aquilo que ensinou Cristo, que se encontra no Novo Testamento? Essa pergunta acompanhou sempre a história da igreja. Um dos momentos emblemáticos desse caminho é Marcião, que chegou até mesmo a excluir o Antigo Testamento, pois retinha que aqueles livros apresentassem um Deus diferente do apresentado no Novo Testamento. Tal posição foi rebatida pelos padres da Igreja, que confirmaram a validade de todos os livros bíblicos, também para nós que tivemos o privilégio de viver após a vinda de Jesus. É a própria bíblia a nos mostrar que Jesus não cancela a Lei, mas a completa (Mateus 5,17-18).

Como interpretar o valor do Antigo Testamento?

Deus não se revela de um momento para o outro; não desce do céu e conta tudo para uma pessoa privilegiada. Ele se revela na história: é um pedagogo, que, com paciência, ensina o seu povo. A pedagogia divina é lenta, pois conhece bem as dificulades humanas. Um pai não pode ensinar, quando a criança tem 1 ano, tudo sobre o mundo. Primeiro ela precisa caminhar, depois aprende a falar, estuda, aprende tantas coisas e finalmente consegue sobreviver sozinha. O povo da Bíblia passa pelo mesmo processo: aos poucos conhece Deus. Esse processo pode ser útil também para nós, que queremos nos aproximar dEle.

É verdade que nós, cristãos, somos privilegiados, pois conhecemos a revelação plena em Cristo, mas podemos usar a história de Israel para chegar ao conhecimento pleno de Deus. É óbvio que se ficarmos nas leis antigas, como aquela do talião, não estamos seguindo o processo de revelação. Mas é preciso ter consciência que aquela etapa também foi importante para que um dia Jesus nos ensinasse a lei do amor sem reservas.

A Bíblia é como uma casa que se controi. O alicerce não se vê, mas é fundamental. Sem ele a casa não fica em pé.

15731 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook