Uma janela sobre o mundo bíblico

É verdade que nós mulheres não podemos pegar no microfone na Igreja e em nada da igreja enquando estamos no período de menstruação?



  • Pergunta de Sheila Cristina da Silva Conceição, Rio de Janeiro
  • 14803
  • 01/08/2013
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Mulher | Comportamento - regras e costumes |


Olá Sheila Cristina da Silva Conceição do Rio de Janeiro / RJ!

 Melhor seria uma mulher responder esta pergunta. A pergunta foge o direcionamento do site “biblia”, mas tem verdades que levam a fundamentos Bíblicos. Digo alguma coisa a partir de vários artigos que escrevi sobre a mulher na Bíblia e especial no Judaísmo.

Num primeiro olhar parece que a pergunta esta mais para descriminação do trabalho e dignidade das mulheres do que dar a ela um verdadeiro lugar na participação na obra de evangelização.

Quando era criança muitas vezes ouvia os adultos falarem dos impedimentos da mulher menstruada nos trabalhos domésticos. O pão não crescia direito, ou o bolo ou mesmo os trabalhos na horta seriam prejudicados. Nunca me preocupei em buscar algum fundamento científico, mas este tipo de pensamento fala mais de descriminação, desprezo do trabalho da mulher do que valoriza-a como pessoa humana.

Na época de Jesus. A mulher era descriminada enormemente. Já ouvimos tantas vezes, sobre as diferentes formas de descriminação. O fato primeiro da descriminação da mulher era por ser “simplesmente mulher” e na estrutura da família patriarcal, o poder a determinação partiam sempre do chefe da família o patriarca.

A menstruação tornava a mulher impura por causa do contato com o sangue, necessitando de um sacrifício de purificação, no Templo de Jerusalém. Resultado a mulher praticamente sempre estava impura, pois a cada mês menstruava.

Fato notório narra o evangelho o milagre de Jesus na mulher que sofria fluxo de sangue, ela mesma se considerava amaldiçoada e em estado de impureza. Jesus dá a ela vida restituindo a saúde. Nos mostra que devemos olhar e realidade dos fatos da vida com outra dimensão.

Por ser mulher ela não estudava, não possuía riquezas e bens era excluída de toda a vida civil.

Poderíamos continuar longamente falando das limitações e descriminações sofridas pela mulher.

Sheila Cristina olhando a pergunta e da forma que ela é feita, parece que voltamos ao passado onde a mulher era descriminada pelo fato de ser mulher. Isto que esta acontecendo na tua Igreja, demonstra um ranço que ofende a dignidade da mulher. É não entender o que Jesus queria para todo o ser humano indistintamente seja homem ou mulher. O próprio batismo é para o homem e para a mulher indistintamente. A filiação divina passa por ali.

Como Jesus devemos ter a mente aberta a realidade da evangelização. A mulher tanto quanto o homem pode evangelizar. E Jesus nãodeterminou para mulher apenas alguns dias por mês que pudesse fazer este serviço para Deus.

14803 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook