Uma janela sobre o mundo bíblico

Na Bíblia tem a Assunção de Nossa Senhora aos ceus?



  • Pergunta de Felipe Ferreira de Souza, Sao João da Ponte / MG
  • 44300
  • 06/09/2013
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Assunção |


Olá Felipe Ferreira de Souza de São João da Ponte / MG

É mais uma pergunta bíblica que não temos uma resposta direta. A Igreja Católica dá uma explicação para este acontecimento com respeito à Maria mãe de Jesus.

O que nos diz a Bíblia ?

A Bíblia não dá uma resposta direta deste acontecimento, a Bíblia silencia sobre a Assunção de Maria. A Palavra de Deus, que encontramos na Bíblia poucos dados nos mostra para uma biografia da pessoa de Maria, simplesmente encontramos algumas passagens, que narram fatos de sua vida e não entra em pormenores sobre o final de sua existência, nem o local, nem o que aconteceu depois da morte, onde foi sepultada. Há, entretanto, algumas passagens bíblicas que, embora não sejam referências diretas, a este acontecimento a Assunção de Maria, são interpretados pela Tradição da Igreja como referentes à sua glorificação após a morte: Olhemos estes textos bíblicos: em Gênesis 3,15:

"Porei uma hostilidade entre ti e a mulher, entre a tua linhagem e a linhagem dela. Ela te esmagará a cabeça, e tu ferirás o calcanhar" (Gn 3,15). Bíblia de Jerusalém

O combate travado entre a serpente e a mulher não poderia ficar incompleto. Assim, a vida de Maria, toda voltada para Deus e para os outros, não poderia ficar abandonada por Deus, só poderia culminar na sua Assunção. Olhando os escritos do o apóstolo Paulo, ser vitorioso significa vencer não só o pecado, mas também a morte, e Maria era vitoriosa (cf. 1 Cor 15,54).

Outro texto bíblico interessante que nos leva a entender a figura de Maria como a nova arca que gerou Jesus em seu seio.

"Levanta-te, Iahweh, para ao teu repouso, tu e a arca de tua força" (Sl 132 (131),8). Bíblia de Jerusalém.

A arca no Antigo Testamento era o lugar da presença divina no Templo de Jerusalém e tornou-se imagem de Maria, pois ela carregava o próprio Deus. A primeira arca guardava as duas tábuas da Lei; era o símbolo da presença de Deus e, enquanto presença de Deus era incorruptível. Maria, na qual transportou não um símbolo, mas o próprio Deus foi glorificada sem conhecer a corrupção da materialidade da vida, mas lhe foi concedida a incorruptibilidade divina.

No Novo Testamento no evangelho de Lucas 1,28 encontramos:

"Alegra-te, cheia de graça, o Senhor é contigo" (Lc 1,28). Bíblia de Jerusalém.

A Assunção é a expressão final dos favores divinos, dos quais Maria estava repleta.

E no último livro da Biblia o Apocalipse fala da mulher, figura de Maria, (conf. capítulo 12) observemos:

“Uma mulher vestida com o sol..... as trevas não têm mais poder.” (Apocalipse 12) Bíblia de Jerusalém.

 Maria participa da glória do Filho, assim como participou de sua vida, perseguição e morte.

44300 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook