Uma janela sobre o mundo bíblico

Gostaria de me aprofundar em Ezequiel 21,1-5.



  • Pergunta de Werton Araujo, 18
  • 6703
  • 23/10/2013
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Ezequiel |


O ponto de partida para entender bem um texto bíblico é tentar descobrir o contexto em que o texto foi escrito, procurando pelo contexto histórico . Apoiados nesse entendimento, podemos então tirar uma mensagem para nós.

Sabemos que Ezequiel é um sacerdote exiliado na Babilônia. Portanto o seu livro é uma releitura da tragédia que aconteceu com o povo: a destruição de Jerusalém pelas mãos de Nabudonossor e o consequente exílio em Babilônia. Ele, com seus oráculos, como mensageiro de Deus, explica porque isso aconteceu.

Contexto geral da primeira parte de Ezequiel
Superada esse problema, é importante sublinhar que a primeira parte do livro de Ezequiel, até o capítulo 24, é um conjunto de oráculos contra a infidelidade do povo de Israel em relação à Aliança feita com o Senhor. Para o profeta, esse comportamento do povo conduz à destruição da cidade de Jerusalém e a deportação do povo ao exílio em Babilônica, que acontece em 587 antes de Cristo.

A lógica dos oráculos de Ezequiel, mensageiro de Yahweh, poderia ser resumida nesses termos

* Deus deu boas leis e bons ensinamentos
* Os chefes e o povo inteiro se revoltou e rejeitou esses ensinamentos
* Deus decidiu punir essa rebelião com o extermínio
* Deus invés volta atrás, por respeito ao seu Nome

Ezequiel 21
No capítulo 20 o profeta anunciava uma profecia de Yahweh, motivada pelo fato que o povo havia pecado: “Sim, com mão forte e com braço estendido, derramando sobre vós a mimnha cólera, hei de triar-vos de entre os povos e reunir-vos de entre as nações pelas quais fostes espalhados. Conduzir-vos-ei ao deserto dos povos e ali face a face convosco julgarei” (Ezequiel  20,34-35). Agora, no capítulo 21 se explica como se verificará essa profecia. Isto acontecerá através dos caldeus, através do rei da Babilônia, Nabucodonossor. A Ele Yahweh entrega a sua espada para executar o seu juízo contra o povo que havia pecado. O contexto é o da destruição de Judá, da sua capital Jerusalém, e do exílio do povo na Babilônia, mencionados acima. O profeta lê essa tragédia como a mão do Senhor que pune o povo infiel. Muitos morrem e outros são levados para o exílio, novamente para o deserto, lugar de purificação e arrependimento, bases para uma vida renovada.

Problemas com o texto de Ezequiel 21
Não entrei em detalhes a respeito da citação que você fez por questões inerentes às versões da Bíblia. Não sei exatamente qual versão você tem diante de si, pois há diferenças, dependendo do texto.

Esse texto de Ezequiel é um capítulo problemático, do ponto de vista da crítica textual. Se você confronta o texto de uma versão protestante com o de uma versão católica, verá o problema. Assim diz a Bíblia de Jerusalém (católica):

1 A palavra de Iahweh me foi dirigida nestes termos:
2 Filho do homem, volta-te para a direita, profere tua palavra em direção ao sul, profetiza contra o bosque da região do Negueb.
3 Dize ao bosque do Negueb: Ouve a palavra de Iahweh. Assim diz o Senhor Iahweh: Eis que acenderei um fogo no meio de ti, o qual consumirá no teu seio toda árvore verde e toda árvore seca. A sua chama não se apagará e todos os rostos ficarão crestados desde o Negueb até o norte.
4 Toda carne verá que fui eu, Iahweh, que o acendi, visto que ele não se apagará.
5 A isto disse eu: Ah! Senhor Iahweh! Eles estão a dizer de mim: "Não está ele a repetir parábolas?"

Invés, esse é o texto da Tradução na Linguaguem de Hoje (protestante):

1 O SENHOR me disse o seguinte:
2 Homem mortal, fale contra Jerusalém. Fale contra os lugares onde o povo adora. Avise a terra de Israel
3 que eu, o SENHOR, estou dizendo isto: “Eu estou contra vocês. Vou tirar a minha espada e matar todos, tanto os bons como os maus.
4 Usarei a minha espada contra todos, do Sul ao Norte.
5 Todos ficarão sabendo que eu, o SENHOR, tirei a minha espada da bainha e que não vou guardá-la.”

A diferença é causada da versão escolhida. Os católicos tomam a LXX como referência e os protestantes o Texto Massorético. É difícil dizer qual é o correto. Há quem defenda a originalidade da LXX e outros que vêem no Texto Massorético a versão original. É um problema aberto e uma solução é praticamente impossível.

Se você quiser aprofundar o estudo de Ezequiel, nesse link encontra muitos recursos em inglês: http://www.textexcavation.com/ezekiel.html

Na rede, em português é mais difícil de encontrar material

6703 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook