Uma janela sobre o mundo bíblico

Sou nova convertida, mas tenho dentro do meu coraçao desejo de levar o evangelho para toda criatura, principalmente para umbandistas e drogados! Como faço para conversar com um umbandita do amor de Deus?



  • Pergunta de Rosiane, Horizonte, CE
  • 2163
  • 05/12/2013
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Discípulo |


Pergunta muito interessante, porque envolve o dia a dia do ser cristão. Biblicamente falando, o seu desejo é colocar em prática a mensagem de Cristo, de levar a Boa Nova a todas as criaturas. Sobre isso não há problemas e creio sinceramente que você deve nutrir esse ideal. A questão é como fazer isso, coisa que você sabiamente percebe a dificuldade.

A história da igreja é marcada por diferentes atitudes que determinaram a cristianização de vários povos. Na América, os missionários chegaram e evangelizaram os nativos. Evangelizar, nesses casos, muitas vezes, significou privá-los da própria cultura, implantando, no lugar dela, a cultura, normalmente, europeia. Fazendo um paralelo com o mundo dos "ubandistas", seria como chegar até eles e dizer que o que eles fazem não presta, que a verdade está em nós. Evangelizar é isso? Existe possibilidade de conversa se eu parto do princípio que o meu interlocutor está errado?

Muitos evangelizadores trabalham tendo essa mentalidade. Isso reproduz um erro histórico e provavelmente conduz a frutos que não duram. Se quero, de verdade, conversar, tenho que estar aberto à escuta, encontrando simultaneamente espaço para transmitir os valores que penso ser importantes, passando a mensagem de Cristo. Portanto, acredito que evangelizar significa primeiro de tudo "conviver", evitando a pretenção de "converter".

Há um exemplo bíblico que gosto muito. Trata-se de Paulo em Atenas, como contado por Atos dos Apóstolos 17,22-34. Paulo chega aos habitantes daquela cidade, crentes em vários deuses, e diz:

Cidadãos atenienses, vejo que, sob todos os aspectos, sois os mais religiosos dos homens. Pois, percorrendo a vossa cidade e observando os vossos monumentos sagrados, encontrei até um altar com a inscrição: "ao Deus desconhecido". Ora bem, o que adorais sem conhecer, isto venho eu anunciar-vos.

Paulo, na sua missão, não parte excluindo a grandeza do seus interlocutores, embora sejam adoradores de divindades pagãs, mas cria uma harmonia e a partir daí anuncia a sua fé em Cristo. É um ótimo exemplo para nós, que queremos evangelizar.

2163 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook