Uma janela sobre o mundo bíblico

Porque Jesus falava sempre em parábolas?



  • Pergunta de Sijane Oliveira, Irecê / BA
  • 21186
  • 23/12/2013
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Parábolas |


Olá Sijane oliveira, Irecê / BA!

 Várias perguntas sobre o tema Parábolas já foram respondidas, poderás consultar no site nos assuntos tratados, pagina inicial.

A pergunta agora dirigida é esta: o porquê que Jesus falava sempre em Parábolas. Existe muito material escrito sobre o gênero literário judaico das Parábolas que foi muito usado por Jesus, os evangelhos apresentam muitas Parábolas e de um bom número delas já foram respondias perguntas que dirigiram-nos.

Afinal o que seria uma Parábola?

A palavra parábola tem origem na cultura e língua grega e traz um significado primeiro de “comparação”. Mas podemos afirmar que o ensimento que uma Parábola traz é muito mais que uma comparação. Em palavras de uso diário se diz que Parábola e como um “causo” que no contar vai descrevendo um acontecimento ou atividade que o ouvinte deste “causo” possui algum conhecimento. O contar da história ai envolvendo o ouvinte e chega no ponto em que na cabeça do ouvinte “dá um estalo”, isto chega a uma compreensão do que o contador do causo” quer com a história.

A palavra Parábola na literatura Judaica.

Jesus mergulhado na cultura judaica empregou as formas de transmissão da palavra que a literatura judaica empregava. Assim Parábola no judaísmo adquire o nome de “mashal”, isto é sentença sapiencial, um provérbio, alicerçado na cultura Judaica. Entendemos assim que “mashal judaico” poderia ser apenas uma frase, carregada de ensinamentos, um fato acontecido e que serve de exemplo, um enigma ou charada que ajudariam a compreensão dos ouvintes.

Assim quando Jesus emprega Parábolas (mais de 40 nos evangelhos sinóticos) ele se serve de um recurso muito comum dos rabinos de Israel.

Porque? Jesus falava em Parábolas?

Poderíamos utilizar o próprio texto dos evangelhos: em Marcos 4,33:

“Anunciava-lhes a Palavra por meio de muitas parábolas, como estas, conforme podiam entender e nada lhes falava a não ser em Parábolas. A seus discípulos, porém, explicava tudo em particular.” (Marcos 4,33-34) Bíblia de Jerusalém

Condição para entender as parábolas, crer em Jesus como filho de Deus. Os Fariseus que rejeitavam sua divindade, não entendiam nem suas parábolas, e rejeitaram Jesus até o fim, até a morte.

Concluindo:

Jesus usava as Parábolas para ser entendido pelos Judeus e para que a mente dos Judeus se abrissem para a Realidade do Reino. Por exemplo: Parábolas do Reino de Deus em Mc 4 e Mateus 13.

 

Fonte:

VV.AA. Evangelhos Sinóticos e Atos, Edições Paulinas, São Paulo, 1983

CRB, Seguir Jesus: Os evangelhos, coleção tua palavra é vida 5, Edições Loyola São Paulo, 1994.

GORGULHO, Gilberto, ANDERSON, Ana Flora, Parábolas: a palavra que liberta, Material didático, São Paulo 1989.

JEREMIAS, Jeremias, As Parábolas de Jesus, Nova Coleção Bíblica,  Paulinas, São Paulo 1983,

21186 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook