Uma janela sobre o mundo bíblico

Quantas palavras tem o livro de Daniel?



  • Pergunta de Dieison Brito, Lisboa
  • 4399
  • 29/07/2009
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Estatísticas bíblicas |


Dieison, pergunta difícil de ser respondida. Vamos verificar por quê.
Os livros bíblicos foram escritos em hebraico, aramaico (poucas passagens) e grego, mas nós os lemos em nossas próprias línguas. Se tomo a palavra hebraica kippur, uma única palavra, quando a traduzo em português uso a seguinte frase: dia do perdão. Portanto, só nesse exemplo, aquilo que em hebraico era uma palavra se transformou em 3. Ao mesmo tempo, se a versão da Bíblia em português é científica, para um público especial, o tradutor poderia muito bem optar por deixar a palavra “kippur” sem tradução, pois os espertos (eventual público dessa eventual tradução) conhecem o seu significado e não necessitam de uma tradução em português desse termo. O mesmo argumento pode ser aplicado a muitos outros vocábulos e frases. Portanto, quando alguém pergunta quantas palavras tem um livro, tem que saber que a questão está incompleta, pois é necessário especificar a versão: você quer saber quantas palavras tem o livro no original, na Setenta, na Vulgata, na versão Almeida (e qual delas?), na versão da Bíblia de Jerusalém, da Bíblia Vozes, da Nova Tradução na Linguagem de Hoje, da Ave Maria, da CNBB, da Pastoral, etc. Em qual delas? Para cada uma vai encontrar uma resposda muito diferente.

Façamos uma demonstração rápida. Pego os 5 primeiros versículos de Daniel em 4 traduções diferentes: na Almeida Revista e Atualizada, na Almeida Revista e Corrigida, na Nova Tradução da Linguagem de Hoje e na Pastoral. O resultado obtido, que dispensa comentários, é o seguinte:
Revista atualizada:158 palavras – 706 letras
Revista corrigida: 178 palavras – 746 letras
Linguagem de hoje: 166 palavras 822 letras
Pastoral: 157 palavras – 724 letras

Você diria: queria saber quantas palavras tem no original. Sinto muito, mas também nesse caso o problema não se resolve, pois aqui encontramos outras dificuldades. Ninguém tem em mãos o texto que saiu da ‘caneta’ do autor. Temos reconstruções bastante boas, quase certas. Mas há dúvidas e cada crítico textual faz a sua escolha no momento de decidir o texto que para ele é o original. Além disso, especialmente quanto a Daniel, o problema se complica mais ainda, pois é um livro que foi escrito em 3 línguas: hebraico, aramaico e grego. De fato, se você é evangélico, abrindo a sua bíblia, vê que Daniel termina com o capítulo 12. Um católico, contudo, abrindo a própria versão, encontra os capítulos 13 e 14, as bonitas histórias de Susana e de Bel e o Dragão. Essas duas histórias chegaram até nós em grego e não estão presentes na Bíblia hebraica e, por isso, também não naquela protestante. Por isso a pergunta sobre o número de palavras devia conter ainda a seguinte clarificação quantas palavras tem em Daniel dos católicos ou Daniel dos protestantes....

Esses parágrafos podem ser considerados, pelo leitor que tem pressa, uma divagação. Todavia faço questão de introduzir o tema desta maneira para que possamos crescer no nosso conhecimento da Bíblia. Não me permetiria de julgar como ingênua a sua pergunda, mas a tomo como uma possibilidade de passar um ensinamento.

Para não deixar os curiosos, no sentido positivo da palavra, com água na boca, damos os números:
Daniel segundo a Edição Pastoral (Bíblia católica): 13.093 palavras (60.902 letras)
Daniel segundo a Bíblia Almeida do nosso site (Bíblia protestante): 10.686 palavras (47.259 letras)

4399 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook