Uma janela sobre o mundo bíblico

Qual a distância entre Nínive e o mar que o peixe deixou Jonas?



  • Pergunta de Edilson Euzebio dos Santos, Japeri
  • 85481
  • 02/04/2014
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Jonas |


Segundo a narração do livro, Jonas foi engolido pelo peixe no Mar Mediterrâneo, pois teria pego o barco em Jope, isto é, na atual Tel Aviv. Nínive ficava na Mesopotâmia. Não sabemos onde Jonas foi vomitado pelo peixe, pois em 2,11 diz simplesmente que "o peixe vomitou Jonas sobre a terra firme". Portanto, não existe uma resposta. Se pensamos que Jonas tenha sido 'vomitado' nas costas do Mediterrâneo, o ponto mais próximo até Nínive, em linha reta, não é menos do que 1000 quilômetros. Do Mediterrâneo não existe uma via acquática até a região de Nínive, exceto dando a volta no mundo. Veja o mapa abaixo para ter uma ideia da situação geográfica.

Profeta Jonas - De Jope até Nínive?

Elementos para interpretar Jonas

A história contada no pequeno livro de Jonas (4 capítulos!) é muito gostosa de ser lida e muito famosa, além, obviamente, de trazer um ensinamento muito rico.

Jonas recebe uma missão: mostrar aos habitantes de Nínive que eles pecaram muito e serão destruídos. Jonas não quer tal missão, quer ir, invés para Társis (é a cidade que representa na concepção de então o fim do mundo). Está em Jope, atual Tel Aviv. Pega um navio para fugir, mas Deus faz vir uma tempestade. Jonas é acusado de tê-la provocado e os marinheiros o jogam no mar (no Mediterrâneo). É engolido por um peixe e fica dentro dele 3 dias e 3 noites, até ser 'vomitado em terra firme'. Finalmente o profeta decide ir a Nínive, anuncia aos seus habitantes a eminente destruição. O povo se converte e Deus decide ter piedade deles. Jonas fica brabo com isso e, no último capítulo, Deus explica a Jonas, através de uma metáfora, que não podia destruir uma cidade que se convertera de seus pecados.

Onde fica Nínive

Foi uma cidade muito importante do Império Assírio. Foi destruída em 612 antes de Cristo. Ficava às margens do rio Tigre, na região norte da Mesopotâmia, no atual Iraque. A imagem acima mostra claramente onde estava a cidade.

Historicidade do livro

Esse livro não é histórico, não conta fatos verdadeiramente acontecidos. Nínive já tinha sido destruída quando a história foi escrita. Além do mais, a conversão de toda a cidade, como contada pela Bíblia, teria deixado documentos escritos, pois aquela zona e o período assírio são ricos de documentação extra-bíblica. Além disso, o estilo do livro é irônico e não combina em nenhum modo com o estilo da história.

Ensinamento

Jonas é um dos ápices do ensinamento do Antigo Testamento. Ele rompe até mesmo com os ensinamentos clássicos dos profetas, mostrando que as ameaças de Deus, na verdade, são expressões de uma vontade misericordiosa, que só espera a manifestação do arrependimento para dispensar o perdão. Deus quer a conversão.

Além disso, outro elemento importante é o universalismo. Os personagens pagãos (marinheiros, rei assírio, até os animais de Nínive) são bem vistos; o inimigo mais terrível de Israel (a Assíria destruiu a Samaria!) entra nos planos de Deus. Deus não é só dos judeus, mas também dos pagãos!

85481 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook