Uma janela sobre o mundo bíblico

Eu li Atos do Apóstolos 5,1-6, mas não consigo entender. Também Romanos 8,5-15. Gostaria que me ajudassem a refletir sobre esses trechos.



  • Pergunta de Marilda de Lourdes Caetano Ribeiro, Patos de Minas
  • 6275
  • 09/04/2014
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Hermenêutica Bíblia |


Eu cada dia me surpreendo com o texto bíblico. Há passagens que estamos tão acostumados a ler que pensamos que tiramos toda a mensagem delas, mas quando a escutamos novamente, nos acende luzes nunca vistas antes. De fato, a mensagem bíblica se desvela em cada leitura que fazemos, de maneira nova e nunca vista antes. Por isso é importantíssimo ler e "escutar" o que ela traz para nós.

Mas, como você insinua, nem sempre é fácil entender todos os textos. Há pasagens difíceis. E, às vezes pode significar uma coisa para mim e outra para um leitor diferente. Isso é bastante típico da Escritura. Todo mundo pode ser livremente a Bíblia, mas muitas mensagens são melhor entendidas se compreendemos o contexto, se nos dedicamos a estudar um pouco. A leitura simples não é perda de tempo, mas é fundamental acompanhar a leitura bíblica com uma vontade de conhecimento do contexto, da teologia e da busca feita por pessoas que se dedicam a contribuir com a revelação divina.

Atos 5,1-11: a fraude de Ananias e de Safira

Esse texto conta como o casal Ananias e Safira vendeu uma propriedade para dar à comunidade. Todavia reteve uma parte para si, enganando os apóstolos. A condena para o casal é a morte.

É um texto muito forte e radical. Não sabemos se tudo aconteceu exatamente assim. E isso não importa quando se lê a Bíblia. Mais do que história, a Escritura Sagrada transmite a mensagem divina. Todavia aquilo que quer transmitir não é que devemos vender tudo o que temos e dar aos apóstolos. Hoje vivemos em uma sociedade em que isso não é possível. Ninguém tomaria conta de nós, nem o Estado e nem a Igreja. Deus age através das pessoas, mas se as pessoas não estão disponíveis, Deus não pode fazer nada, pois a sua ação é marcada pela liberdade humana.

No capítulo 4 dos Atos dos Apóstolos, Lucas conta que a primeira comunidade era "um só coração e uma só alma". Essa é a ótica com a qual devemos ler o caso de Ananias e Safira. Eles não formavam unidade, não tinham o mesmo coração. A mentira é expressão desta diferença entre eles e a comunidade. Se não há sintonina, se não se caminha da mesma maneira há morte, em relação à comunidade. Neste episódio "morte" poderia ser entendido como "estar fora da comunidade" e não necessariamente morte física, pois Deus não mata ninguém! Quem está na comunidade, quem está em união com ela tem vida. Fora da comunidade há morte.

Outra mensagem importante é a generosidade. Sempre no capítulo anterior, em Atos 4,34, se diz: "Não havia entre eles necessitado algum". Isso só era possível graças à generosidade dos membros. Diríamos que dar uma parte dos próprios bens, como fez o casal, já é generosidade. E realmente é. Mas o problema deles é a mentira. Eu dou aquilo que posso, mas sem mentir. Ninguém é obrigado a dar tudo - e hoje ninguém deve dar tudo! Ser generoso é um princípio cristão. É óbvio que a generosidade não é cega: precisa saber para onde vai o dinheiro. Ninguém quer tornar alguém rico, mas evitar que existam necessitados no nosso meio.

Romanos 8,1-12

Nessa passagem a mensagem é um pouco mais difícil de entender, pois entramos em questões teológicas. Paulo fala de carne e espírito. Poderíamos entender carne como tudo o que nos afasta de Deus (pecado, morte), enquanto que espírito é a nossa vontade de união com o divino, é a vida e a paz. É também o Espírito Santo, enviado por Deus. Dentro de nós, como natureza humana, convivem esses dois elementos. Cabe a nós dar espaço a um o a outro.

Paulo faz uma explicação didática que pode nos levar a um perigo, a ver a vida humana numa ótica dualista. Na verdade o ser humano é um e os dois princípios, o da carne e o do espírito, fazem parte da nossa natureza, convivem dentro de nós. Paulo nos convida a fazer valer a nossa vontade de vida, de ressurreição com Cristo. Não nos diz para abandonar o corpo, desprezando-o. É através dele que conquistamos a nossa ressurreição!

6275 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook