Uma janela sobre o mundo bíblico

Li, em um site sobre o judaísmo, que há um erro de tradução. Segundo os judeus, a escritura original diz que Maria era JOVEM e não VIRGEM. Isso tem procedência?



  • Pergunta de Evaí Oliveira, Itapicuru - BA
  • 6045
  • 03/07/2014
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Maria, mãe de Jesus |


A sua pergunta está intimamente ligada ao dogma da Virgindade de Maria, que foi cunhado há mais de 1500 anos atrás, no Concílio de Constantinopola (553). Segundo esse dogma, Jesus nasceu de uma virgem, um nascimento milagroso.

Essa convicção de fé se baseia em passagens bíblicas. Segundo os Evangelhos, maria concebeu Jesus sem ter tido relações com um homem, mas de modo sobrenatural, por obra do Espírito Santo. Os textos são Mateus 1,18-25 e Lucas 1,26-38.

Já no Antigo Testamento havia a profecia segundo a qual o Filho de Deus nasceria, por obra de Deus, de uma virgem/jovem. Leia Isaías 7,10-14, especialmente o versículo 14:

Eis que a jovem concebeu e dará à luz um filho e dar-lhe-á o nome de Emanuel.

Virgem ou jovem?

Você viu que na passagem acima marquei a palavra "jovem". O original é em hebraico e usa o termo 'ALMAH', que significa donzela. ou uma jovem casada recentemente, sem explicitar mais. Em hebraico, a palavra normalmente usada para virgem é BETULAH.

Na nossa cabeça, desde a infância, escutamos "a virgem conceberá..." Esse texto é uma influência da LXX, a tradução grega dos textos do Antigo Testamento, feita há cerca de 200 anos antes de Cristo. Os tradutores dessa versão usam "virgem". Se está certo ou errado, não é fácil estabelecer, pois o texto hebraico não entra no mérito da questão. De qualquer forma a tradução da LXX é uma testemunha importante que revela como os judeus, já bem antes de Cristo, interpretassem a passagem, esperando o nascimento do Salvador de uma virgem.

Essa passagem de Isaías é retomada pelos dois evangelhos citados. Como sabemos, os evangelhos foram escritos em grego, a mesma língua da LXX. Quando Mateus cita a passagem de Isaías, usa a palavra grega para virgem e não simplesmente "jovem", isto é, usa partenos (Mateus 1,23). Lucas (1,26-27) também usa o mesmo vocábulo grego para descrever Maria:

No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, a uma virgem (partenos) desposada com um varão chamado José, da casa de Davi; e o nome da virgem (partenos) era Maria.

Conclusão

O tradução correta para o texto de Isaías é "jovem" e não "virgem". Invés os evangelhos, que ao contrário de Isaías, falam diretamente da Mãe de Jesus, usam o termo "virgem" e com essa palavra definem a Maria.

6045 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook