Uma janela sobre o mundo bíblico

O servo de Deus cristão pode ser cremado e também colocado em gavetas, ou tem que ser enterrado direto na terra. Por favor me esclareça essa dúvida fundamentada na Bíblia.



  • Pergunta de Nilva Dias Oliveira, Uberlândia /MG
  • 3347
  • 02/09/2014
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Cremação |


Olá Nilva Dias Oliveira, Uberlândia / MG

A Bíblia não fala em cremação?

Na Bíblia não encontramos citações ou textos que falem em cremação dos mortos, e sim em sepultamento, a pratica da cremação não existia entre o povo de Deus.

Cremação uma pratica comum nas grandes cidades!

Bom número de Pastores e Padres não tem coragem de enfrentar esta questão da cremação por ser algo cada vez mais praticado em nossa sociedade, então para não parecerem inconvenientes, preferem se omitir ou silenciar quando vem a tona este tema e muitos passam aceitar a tal prática.

O sepultamento como obra de misericórdia.

Desde o Antigo Testamento, encontramos a prática do sepultamento entre o povo de Deus. Sabemos que a cremação é de origem pagã, sendo prática comum nos países orientais e que não acreditam na ressurreição. Estas religiões acreditam na libertação da alma pelo fogo. Isto é totalmente contraditório a Bíblia. Conforme escreve o Apóstolo Paulo :

"16 Não sabei vós que sois templo de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós? 17 Se alguém destrói o templo de Deus, Deus o destruirá. Pois o templo de Deus é santo e esse templo sois vós " (1 Cor 3,16-17) Bíblia de Jerusalém.

A Bíblia fala de um rei que foi queimado, e que mesmo sendo este pagão, Deus se mostrou irado com tal prática (Amós 2,1). Por causa desta atitude de Moabe, quando o rei de Edon foi queimado até virar cinzas (cremação), Deus disse que traria um castigo. Deus nos mostra com isto que reprova e até abomina a cremação.

A cremação e a pratica da Igreja católica.

Na sua etimologia cremar ou incinerar se traduz por reduzir às cinzas. Os católicos lembram anualmente no início da Quaresma que viemos do pó e ao pó voltaremos. As cinzas, como sinal visível do que no mundo passa, contribuem com a reflexão sobre a nossa transitoriedade e caducidade.

O que o Código de Direito Canônico de 1963 nos diz:

Em 1963 foi levantada a proibição que se mantinha a respeito da cremação. Apenas permanceu uma ressalva na cerimônia da cremação: Se pede que a aceitação da cremação não seja por fins materialistas, nem utilitaristas e que por nenhum motivo seja omitida a celebração ritual do que comumente conhecemos como a encomendação do corpo ou liturgia das exéquias (CDC. can. 1176, 3).

O Catecismo da Igreja Católica diz:

Não existe impedimento para a cremação dos mortos sempre e quando o corpo humano não seja nem manipulado, nem muito menos aproveitado por nenhum outro motivo diverso daquele da condução final das cinzas, de modo reverente e respeitoso, a um local apropriado. Não é recomendado, espalhar as cinzas no mar, no jardim ou serem depositadas num lugar da casa onde moram os familiares do defunto (CIC 2301). A Igreja mantém a sua firme voz quanto ao respeito e a dignidade da pessoa, mesmo após a morte corporal.

Concluindo:

Nos dias atuais, depois da revisão que as Igrejas fizeram quanto às cerimônias de sepultamento incluindo a prática da cremação, aos que decidirem pela cremação não existe impedimento religioso que o possa constranger. Poderá utilizar de tal prática. Entretanto sempre permanece de pé, a compreensão, mesmo se na Bíblia não existe nada escrito com respeito à cremação, isto não vem significar que não devamos ter o respeito com os mortos. Devemos sim sepultar os mortos com dignidade, praticando uma das obras de misericórdia. O sepultamento de um filho de Deus deve ser digno e partilhemos uma boa palavra com aqueles que pela dor não conseguem muitas vezes entender a separação; tanto aos corpos que serão sepultados nos cemitérios como aqueles que serão cremados. Cara leitora se tenhas que decidir pela cremação de alguém muito querido seu, sem constrangimento utilize tal prática não irás desrespeitar o ensinamento bíblico do cuidado e do respeito com os falecidos.

3347 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook