Uma janela sobre o mundo bíblico

Gostaria de saber por que os manuscritos de Tomé não aparecem na Bíblia, mesmo tendo ele sido apóstolo de Cristo, seu confidente?



  • Pergunta de Cleber Matias Gomes , Paulinia
  • 3113
  • 29/11/2014
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Apócrifos |


O assim chamado "Evangelho de Tomé" foi descoberto somente há pouco tempo, em 1945, entre os escritos encontrados em Nag Hammadi, no Egito. Não é uma narração de fatos da vida de Jesus, como acontece com os evangelhos canônicos, mas são 114 ditos considerados de Jesus, muitos dos quais presentes também nos 4 evangelos.

O texto começa assim: Essas são palavras escondidas que Jesus disse e Dídimo Judas Tomé escreveu". É provável que esse escrito tenha origens gnósticas e muito certamente o seu autor não é o Apóstolo Tomé, mas alguém que usou o seu nome para dar ênfase a essas palavras. O aspecto gnóstico desse texto se vê claramente no modo de tratar os ensinamentos de cristo como "secretos" e "misteriosos". Sabemos bem que os seus ensinamentos foram dados publicamente e não havia nada de misterioso.

Como o Evangelho de Tomé, tantos outros escritos não entraram na Bíblia porque julgados não inspirados pelo Espírito Santo e por isso não dignos de entrar na "lista", no cânon bíblico.

Nesse link se encontra um estudo detalhado (PDF) sobre o Evangelho de Tomé:
http://www.andrechevitarese.com/revistajesushistorico/arquivos1/pedro.vasconcelos.pdf

E nesse link você pode baixar o texto do Evangelho de Tomé. Não conheço o valor da tradução do texto que proponho: http://ilhadofuturo.com.br/biblioteca/o_evangelho_segunto_tome.pdf

3113 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook