Uma janela sobre o mundo bíblico

Não consigo entender Lucas 14, 23. “obrigue as pessoas entrar”?



  • Pergunta de Aline Cezar de Oliveira, Bragança Paulista / SP
  • 7672
  • 05/12/2014
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Reino de Deus |


Olá Aline Cezar de Oliveira de Bragança Paulista SP!

Jesus apresenta aos fariseus valores novos do seu reino.

Jesus no anúncio de sua mensagem está constantemente vigiado pelos que se consideram detentores da interpretação e execução da lei. São eles os doutores da lei, os fariseus. Jesus enfrenta as controvérsias da observância da lei judaica, custodiada pelos fariseus e desmascara a pratica da lei praticada pelos fariseus. Neste episódio aparece, novamente o convite para uma refeição e acontecesse em dia de sábado.

O versículo 21, mostra a rejeição dos primeiros convidados, e o convite posterior que é feito aos que estão nas praças e ruas da  cidade. Estes são os maltrapilhos os sujos, famintos, os sem casa, desempregados. São os excluídos da vida social.

Mas o ensinamento de Jesus não termina aqui, agora no versículo 23, vem o segundo convite, aos que estão pelas estradas e caminhos, excluídos da cidade.

Quem são esses de fora que foram obrigados a entrar?

Os de fora podemos falar em dois grupos: os impuros em Israel, cito um exemplo os leprosos, não podiam viver na sociedade e os pagãos .

O textos fala em obrigar a entrar. A primeira vista o termo e desconcertante, mas o termo indica o triunfo da graça divina sobre a falta de preparação destas pessoas. Não se interpreta como um forçar de Deus a consciência das pessoas.

O comentário da BAC (Biblioteca de Autores Cristãos) assim comenta a expressão.

“Deus nunca impõe a conversão. Este verso não encontramos no evangelho de Mateus. Isto indica que não existia no primeiro escrito da parábola. Talvez foi uma expressão trabalhada pela comunidade primitiva, querendo explicar o conteúdo da Parábola, em uma época que já se iniciava o apostolado entre os gentios” ( conf. BAC. Volume 207, Madrid 1964, pág.689).

7672 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook