Uma janela sobre o mundo bíblico

Israel e Judá já se uniram como na visão de Ezequiel ou o termo judeu só serve para a tribo de Judá?



  • Pergunta de Lucas Martins, Betim
  • 8827
  • 18/01/2015
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Judeu | Ezequiel |


Os dois reinos de Israel e Judá é o resultado da divisão do Império único que havia no tempo dos reis Saul, Davi e Salomão. Depois de Salomão foram criados dois reinos, aquele do norte (Israel), cuja capital era Samaria, e aquele do Sul (Judá), cuja capital era Jerusalém. Os profetas sempre viram nessa divisão um limite muito grande ao seguimento da vontade de Deus e almejavam a unidade, que na verdade nunca aconteceu. Esse é o sonho também de Ezequiel, como dito em 37,15-27.

O Reino do Norte foi conquistado pela Assíria em 721 antes de Cristo. Quase 200 anos depois, em 587, o Reino do Sul também foi conquistado pela Babilônia. Alguns anos depois, o poder dos judeus em Jerusalém foi restabelecido, mas não com as mesmas características de antes. Desde esse tempo, os habitantes de Jerusalém não aceitaram a participação dos samaritanos, do Reino do Norte, na restauração do reino.

É assim que nasce o judaísmo, de onde vem o termo judeu, que nós normalmente usamos hoje. A "descendência" do Reino do Norte podemos dizer que são os Samaritanos, um grupo pequeno que existia no tempo de Cristo e até hoje conta com algumas centenas de membros.

Veja esse texto, com elucidação sobre o uso dos termos "hebreus", "judeus" e "israelita".

 

O texto de Ezequiel 37

Como você acenou na pergunta e já mencionei acima, Ezequiel sonhava com a união dos dois reinos divididos desde o fim do reinado de Salomão. Tem uma visão na qual Iahweh, através de uma imagem plástica (a união de dois molhos de lenha) diz:

"Eis que tomarei os israelitas dentre as nações, para as quais foram levados, e reuni-lo-ei de todos os povos e os reconduzirei para a sua terra, e farei deles uma só nação na terra, nos monte de Israel, e haverá um só rei para todos eles. Já não constituirão duas nações, nem tornarão a dividir-se em dois reinos" (Ezequiel 37,21-22).

Ezequiel é um profeta que fala no tempo em que o povo de Judá estava exilado em Babilônia. A sua é uma mensagem de esperança: sonha em voltar para a terra prometida, mas almeja que essa volta seja também uma restauração do Reino unido: todo o povo caminhando sob a vontade de Deus. É uma mensagem para um período histórico determinado, mas pode ser aplicado para nós igreja hoje, que caminhamos divididos, como também para os sionistas, que desejam um estado de Israel teocrático.

8827 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook