Uma janela sobre o mundo bíblico

Qual é a interpretação de 2Samuel 23,1-5



  • Pergunta de genilson gomes da costa, Belford Roxo
  • 12379
  • 21/03/2015
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Davi |


2Samuel 23,1-7 traz o que normalmente são chamadas as últimas palavaras do Rei Davi. O primeiro versículo é uma apresentração:

1. Oráculo de Davi, filho de Jessé, oráculo do homem que foi exaltado, do ungido do Deus de Jacó, do cantor dos cânticos de Israel.

Davi foi exaltado por Deus, ungido por Samuel como rei de Israel, ele que era o menor dos filhos de Jessé. Ao mesmo tempo é lembrada a sua fama de escritor de salmos, aqui chamados de "cânticos de Israel".

Depois são referidas as próprias palavras de Davi, que analisa o papel de Deus na sua vida.

Versículo 2: Davi é instrumento do Espírito de Deus, que fala por meio do rei.

Versículo 3: Deus é Deus de Israel, o povo eleito. Ele é chamado de "rocha de Israel", isto é, o fundamento, a base sobre a qual o povo constroi a própria história.

Versículo 4: Deus é comparado à "luz da manhã", que dá vida, que faz crescer o capim no deserto, tão importante para o povo daquela terra, que servia para alimentar os rebanhos dos pastores, principal atividade daquela gente.

Versículo 5: Deus dá segunrança à "casa de Davi". A estirpe de Davi é muito importante, pois dela vai nascer o Messias.

Versículos 6-7: Davi condena a "gente de Belial". Belial, literalmente significa "sem utilidade" (veja Deuteronômio 13,14), às vezes traduzido como "vagabundos". Com o tempo, de um adjetivo se passou a um nome próprio "Belial", ligado sempre com o mal (veja 2Coríntios 6,15).

12379 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook