Uma janela sobre o mundo bíblico

É verdade que alguns de nós já têm o numéro da Besta?



  • Pergunta de Rosângela Estevam Camargo, Piracicaba
  • 6333
  • 12/11/2010
Ivete Holthmam

Leia mais sobre 666 |


Para responder a esta pergunta temos que ter presente a simbologia no livro do Apocalipse. O livro é uma releitura da Escritura a partir da morte e ressurreição de Jesus. Toda a simbologia foi tirada do que chamamos Antigo Testamento. O que eu chamarei aqui de Escritura, pois assim é apresentado pelo Novo Testamento. (cf. Lc 24,27.46)
Sobre o número da besta está escrito o seguinte no Apocalipse: “Aqui é preciso discernimento! Quem é inteligente calcule o número da besta, pois é um número de homem: seu número é 666.” (13,18). Se prestamos bem atenção, o próprio versículo diz quem é a “besta”. “É um número de homem”. Além disso, dentro do contexto do capítulo 13 aparecem duas bestas. Que significam precisamente o poder político e o poder religioso. Ambos assumidos pelos ser humano.

Como foi afirmado acima, os símbolos do apocalipse são tirados da Escritura. Não é a única resposta dos exegetas, mas é bem provável que esse número vem do livro do Gênesis. O homem foi criado no 6º dia (Cf. Gn 1,26-31). Portanto ele é o número 6. Isso não significa que ele é uma besta. Significa que ele foi criado, ele é criatura de Deus, ele não é Deus. Segundo o Apocalipse ele se transforma em besta quando aspira tomar o lugar de Deus. Quer ser auto suficiente, prepotente. Deseja ser o número sete.

O número 7 é um número divino. Também tem a simbologia da plenitude. Só Deus é completo, pleno e portanto, o número 7. Daí o autor do Apocalipse afirmar três vezes o número 6. Isaías faz a mesma coisa com o nome “Santo”. Veja o versículo: “Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus dos Exércitos, a sua glória enche toda a terra”. (Is, 6,3). Deus é três vezes santo. Ou seja, totalmente santo.

6333 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook