Uma janela sobre o mundo bíblico

Como a Igreja Católica relaciona o Antigo Testamento com o Novo Testamento na liturgia?



  • Pergunta de José Carlos Silva Rosa, Salvador / BA
  • 5062
  • 15/06/2015
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Bíblia |


 Olá José Carlos Silva Rosa de Salvador / BA!

A Igreja Católica tem um momento especial no início das celebrações dedicado a Palavra de Deus. São feitas 4 leituras tiradas da Bíblia, cantados Salmos e explicada a palavra de Deus pelo sacerdote.

Assim procede:

Primeira Leitura tirada do Antigo Testamento.

Salmo de Meditação.

Segunda Leitura tirada do Novo Testamento.

Leitura do evangelho (são utilizados os sinóticos a maioria das vezes) a Palavra de Jesus.

A Palavra de Jesus lida em cada domingo é a que determina a festa que se celebra, nos diferentes tempos Litúrgicos: Tempo Comum, Quaresma, Páscoa, Advento e Natal, Alem destes tempos especiais onde são lidas leituras que ajudam a entender a festividade que se celebra a Comissão Litúrgica organizou as celebrações anuais em anos A (Evangelho de Mateus), B (Evangelho de Marcos), C (Evangelho de Lucas). Sendo que o ano litúrgico se inicia como o tempo do Advento.

Qual a leitura de maior “importância”, sabemos que todas são importantes, mas o evangelho lido e explicado em cada celebração é a leitura que serve de base para a homilia do sacerdotes (É recomendada a Leitura Orante da Bíblia).

A leitura do Antigo Testamento sempre utiliza textos que ajudam a entender o evangelho.

O Salmo entre as duas leituras,é cantado em forma de oração reforçando a mensagem bíblica que está sendo lida.

A segunda leitura, normalmente das cartas dos apóstolos mostra como a proposta de Jesus é vivida nas comunidades e como a comunidade atual deve empenhar-se no cumprimento desta proposta de Jesus.

Caro José deixo em forma resumida está explicação, sendo que a Liturgia não é uma área do meu conhecimento  aprofundado. Informações mais detalhadas caberia a alguém que estuda Liturgia essa pessoa poderia te  ajudar de forma mais detalhada.

Nota:

Encontramos na orientação para a celebração da Palavra da Comissão Litúrgica o seguinte:

“a) AS LEITURAS BÍBLICAS 12. Na celebração da Missa não é permitido omitir, nem diminuir, nem, o que seria mais grave, substituir as leituras bíblicas, juntamente com os cânticos tomados da Sagrada Escritura, por outras leituras não bíblicas.26 Com efeito, pela palavra de Deus transmitida nesses escritos, «Deus fala (ainda) ao seu povo», e, pela utilização continuada da Sagrada Escritura, o povo de Deus, dócil ao Espírito Santo sob a luz da fé, poderá dar, com a sua vida e costumes, testemunho de Cristo perante o mundo. 13. A leitura do Evangelho constitui o ponto culminante desta liturgia da palavra, para a qual as outras leituras, na ordem tradicional, isto é, passando do Antigo ao Novo Testamento, preparam a assembléia reunida.” (Conf. capítulo 1, Princípios gerais sobre a celebração litúrgica da palavra de Deus, pág. 16. Acessado em 15.06.2015 http://www.liturgia.pt/leccionarios/Lec_preliminares.pdf)

5062 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook