Uma janela sobre o mundo bíblico

Qual o significado das 12 fontes de água e das 70 palmeiras do Êxodo 15,27?



  • Pergunta de Jair , Taiaçu / SP
  • 26603
  • 02/08/2015
Odalberto Domingos Casonatto

 Olá Jair de Taiaçu / SP!

Os dois números que aparecem na pergunta o 12 e o número 70, são números com significados bíblicos é que aparecem inúmeras vezes. Não podemos querer interpretar só pela quantia numérica que aparece, mas buscar o sentido bíblico que eles encerram.

O número 12 é muito conhecido, e tem muitos significados:

As 12 tribos de Israel, os 12 apóstolos, 12 anjos, os 12 tronos do apocalipse, doze leões, 12 cestos cheios, as 12 legiões, etc..

O número 70 também aparece inúmeras vezes:

O Pai de Abraão tinha 70 anos (Gênesis 11,26.

Na morte de Jacó os egípcios choram 70 dias (Gênesis 50,3)

Moisés escolheu 70 homens para auxiliá-lo (Números 11,26)

No ano 70 d.C. Jerusalém foi destruída.  Etc...

O número 12 e 70 no livro do Êxodo 15,27

O capítulo 15 do livro do Êxodo começa com um canto de louvor ao Deus “guerreiro”. Observa-se neste poema a pergunta “Quem entre os deuses é como tu? algo que tem a ver com a gradual descoberta da identidade do Deus único, que se completará mais tarde.

Celebrada a vitória, agora os hebreus caminhantes no deserto têm que enfrentar as conseqüências da liberdade. É constatada a falta água no deserto. O rio Nilo com abundância de água está distante. E agora? Só encontram água amarga. O povo resmunga nessa hora. Não querem tomar a água amarga símbolo das adversidades do deserto.

Moisés não resmunga, vai ao dono de todas as fontes de água. Vai até o Deus libertador e Deus lhe indica um jeito de tornar a água sadia. O texto relaciona essa água purificada com os mandamentos e leis do Senhor. Deus se apresenta como caminho saudável: “Eu sou o Senhor que te cura, que te tirou da escravidão do Egito”. É a cura que vem na organização da vida de acordo com os preceitos de Deus, que só quer a nosso bem.

O significado das 12 fontes de água e70 palmeiras.

O capítulo 15 encerra com uma linguagem simbólica bem típica da Bíblia: chegam a um lugar com 12 fontes de água (número do povo, vida para todos) e 70 (sinal de plenitude no resultado da “água”) palmeiras. Seria o número 7 considerado como totalidade na bíblia vezes o 10 um número completo assim se entende o número 70 como a plenitude de vida para todos. O texto bíblico este assim expresso:

“Então chegaram a Elim, onde havia doze fontes de água e setenta Palmeiras; acamparam junto as águas”. (Ex 15,27)

CONCLUSÃO

O deserto não é a nossa morada, mas muitos morrem nele, porque não querem tomar das águas amargas; e aí os males do Egito nunca irão sair deles, e por isso acabarão morrendo no deserto, e lá serão enterrados.

Só poderão caminhar na terra prometida os obedientes e fieis a Deus.

A escolha é nossa: águas amargas ou milagres momentâneos que não trazem a vida divina? Águas divinas e que curam ou permanecer nas doenças do tempo da escravidão do Egito?

Consulta no portal abiblia.org em 2.08.2015

http://www.abiblia.org/ver.php?id=2264

26603 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook